Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

30
Jul09

Jesus, tanta gente!

António de Souza-Cardoso

 

Estou, como tenho dito, muito animado com a nova dinâmica e atitude deste Benfica.

Os jogos já realizados na pré-época são, como também disse, muito prometedores.

Também me pareceu que nesta época houve a preocupação de ter um plantel coerente e equilibrado, onde não faltassem coisas e onde não sobrassem coisas.

Mas a verdade é que todos os dias abro os jornais e vejo mais uma contratação para o Benfica. Ele foi Keirisson, ele é Júlio César, ele será César Peixoto.

E se fico entusiasmado com a novidade de quem entra, fico preocupado com a fatalidade de quem tem que sair. Penso na qualidade e no potencial de Fredy Adu, de UrretaViscaya, de Fábio Coentrão. Penso na inteligência de Ruben Amorim, na visão de Carlos Martins ou na experiência e liderança de Nuno Gomes e começo a reflectir sobre quais destes magníficos jogadores serão sacrificados ao ímpeto renovador de uma Direcção em luta contra o tempo?

Não posso também deixar de ter preocupações sobre estas rupturas tão vincadas e abruptas que ainda no passado recente se revelaram desastrosas. Terá o Benfica a capacidade de acomodar tanta mudança?

Saberá Jorge Jesus equilibrar as expectativas de jogadores de grandes credenciais no Clube, com as novas estrelas que chegam às catadupas e que pedem tempo e jogo para justificarem o investimento feito?

Conseguirá Jorge Jesus o ascendente positivo e motivacional sobre um balneário a abarrotar de gente?

Para não falar das questões financeiras associadas a esta mudança e à necessidade de “fixar” jogadores indispensáveis ao Clube, como Óscar Cardoso e Angel di Maria.

Veremos.

Eu, depois das boas exibições já feitas com um plantel equilibrado como o Benfica parece ter, tinha estancado o ímpeto renovador e apostado, isso sim, em arrumar a casa. Em olhar para a Organização. Em varrer com o que não serve e reconstruir uma nova cultura de exigência para dentro e para fora. Para ver se dentro de casa assumimos coerentemente as nossas funções e responsabilidades e fora de casa somos capazes de exigir respeito pelo Benfica e pela verdade e transparência no futebol.

Mas pode ser que todas estas preocupações representem só o fatalismo ou a maledicência do meu lado escaldado.  

António de Souza-Cardoso

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Gabriel Teixeira 31.07.2009

    "Agora quem é mesmo bom jogador sem deixar margem para dúvidas é Álvaro Pereira. Aquele que nós não quisemos e foi parar ao FCP ..."
    ...................
    Desculpe esta minha intromissão.
    É que eu tambem não vi muito dele....
    Mas, porque não pergunta se ele queria vir pelas condições que lhe foram oferecidas?
    É que eu estou como o RC, os jogadores têm que querer representar o clube.
    Cumprimentos
  • Imagem de perfil

    adeptodesportivo 01.08.2009

    "É que eu também não vi muito dele....
    Mas, porque não pergunta se ele queria vir pelas condições que lhe foram oferecidas?"

    - Não viu, mas eu vi. Tanto os jogos que Álvaro Pereira fez no ano passado ao serviço do Cluj nas competições europeias como os jogos da actual pré-época. Seria espectável que o departamento de prospecção do SLB também tivesse visto porque, se assim fosse, teriam rapidamente concluído que este jogador apresenta um enorme potencial. Não pretendo com isto crucificar Schaffer ainda antes de ele ter uma oportunidade de se adaptar e afirmar na equipa. Tenho, sinceramente, bastantes esperanças que se revele um bom jogador. Agora digo e repito que, enquanto Schaffer é uma incógnita, Álvaro Pereira é uma certeza e pode acreditar que isso irá fazer muita diferença durante a época.
    Por último, perdoe-me que lhe diga educadamente que esse discurso de Rui Costa com o qual se identifica é um pouco demagógico. Qualquer jogador quando é abordado tem de ser confrontado com uma proposta aliciante. A partir desse ponto inicia-se a etapa das negociações. Mas se um jogador não ficar instantaneamente eufórico com uma proposta do SLB isso significa que não serve e portanto descarta-se de imediato? Desculpe, mas não creio que isso faça sentido. O perfil dos jogadores tem de ser definido com rigor e objectividade e, em função dos mesmos, apresenta-se uma proposta adequada ao valor do jogador e às capacidades do clube. Como tal, e tendo em conta o valor pago por outros jogadores, resta apenas concluir que a proposta feita a Álvaro Pereira não foi suficientemente aliciante e o jogador recusou-a. Creio que isto foi mais um erro na gestão das contratações que nos leva a olhar com espanto para casos como o de Cissohko e perguntar porque é que o SLB não consegue fazer negócios semelhantes...
    Cumprimentos Benfiquistas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2010
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2009
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2008
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D