Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

23
Dez08

Benfica - Nacional ... mais do mesmo

Miguel Álvares Ribeiro

Mais uma vez o Benfica não entrou bem no jogo e a primeira parte foi jogada a ritmo lento e sem grande perigo para a baliza do Nacional.

 

A entrada da segunda parte revelou uma equipa do Nacional muito perigosa, que podia ter marcado, em jogadas bem construídas mas que não deixam bem na fotografia a defesa do Benfica.

 

A última meia hora de jogo mostrou um Benfica esforçado, procurando, embora de forma algo previsível, chegar ao golo. Tivéssemos começado o jogo com a vontade demonstrada neste período e talvez o resultado e o comentário fossem completamente diferentes. Mais uma vez a equipa do Benfica não fez tudo o que estava ao seu alcance para garantir a vitória e um avanço mais confortável na liderança da Liga, pelo que deve ser feita uma reflexão interna para encontrar soluções para a ineficácia atacante.

 

Dito isto, para que não restem dúvidas que acho que o Benfica tem obrigação de render mais e de apresentar melhor qualidade de jogo, sobretudo nos jogos em casa, não posso calar a revolta perante a saga do apito. De facto, as agressões à verdade desportiva (e não só) são cada vez mais uma constante na Liga Sagres.

 

No final do jogo o Benfica marcou um golo limpo, mal anulado pelo árbitro. Pedro Henriques já se pronunciou sobre o lance e disse que não teve dúvidas porque "Miguel Vítor, no momento de rotação, toca com a mão na bola e faz com que a bola, que vinha numa trajectória contrária à da baliza, voltasse para o sentido da baliza. E é com a acção da mão que ele coloca a bola nos pés do avançado, que acaba por rematar e fazer o golo" e ainda diz que a questão da intenção é pouco importante, pois "é com a acção da mão que ele coloca a bola nos pés do avançado, que acaba por rematar e fazer o golo".

 

Se o critério é esse, porque não marcou então penalty quando o jogador do Nacional desviou, no mesmo lance, a bola com a mão dentro da área? É que a bola também foi rematada em direcção da baliza e só não prosseguiu nessa direcção por ter sido desviada com a mão.

 

O que parece é que o critério é outro - se a jogada favorece o Benfica então marca-se falta, se favorece qualquer adversário do Benfica, então não se marca.

 

O que se passou com as agressões no túnel do Dragão mostram mais uma faceta preocupante de uma situação que, sinceramente, pensava já estar erradicada da nossa Liga. Altamente comprometedora foi a clara omissão noticiosa desta ocorrência e dos seus contornos, com a excepção da referência imediata, embora tímida por falta de concretização, de Rui Santos no tempo extra da Sic Notícias.

 

A reedição deste tipo de comportamentos e a complacência da imprensa perante tal são, de facto, altamente preocupantes.


Termino desejando a todos um Santo e Feliz Natal, e que o ano de 2009 nos traga arbitragens isentas e de qualidade, para podermos chegar àquilo que mais desejamos: o título!

 

4 comentários

  • Boa tarde

    "Em caso de dúvida o SLB é sempre prejudicado, já o Porto é sempre beneficiado.

    Temos que no mínimo ser 3x superiores para ganhar o campeonato, porque em caso de equilíbrio a arbitragem faz o resto."

    Nem mais ... e infelizmente já não estamos a conseguir ser 3x superiores!

    Um abraço e Bom Natal
  • Sem imagem de perfil

    Vitoria do Benfica 23.12.2008

    Caro Miguel
    Esse é que é o argumento. Temos de ser três vezes superiores para ganharmos. Isto já me faz lembrar as questões das mulheres depois do vinte cinco de abril, nós somos iguais mas precisamos de demomstrar três vezes mais para sermos iguais. Tal como os Portugueses no Estrangeiro três vezes mais para sermos iguais aos franceses ou aos do país de acolhimento. E quem não quiser ver é porque não anda neste mundo ou é como os outros, nunca conseguem distinguir a mão do Bruno Alves, do Jorge Costa ou do guarda Abel
    Saudações Benfiquistas
  • Cara Vitória

    Hoje não estamos de acordo - mas a diferença é só semântica. Felizmente nem os clubes são todos iguais nem muito menos as mulheres são iguais aos homens.

    O que devem, isso sim, é ter direitos iguais e aí reconheço que tem muita razão no que diz.

    Um abraço e Bom Natal
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2010
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2009
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2008
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D