Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

22
Dez08

À noite, logo se vê

Pedro Fonseca

Depois da tempestade vem a bonança. As eliminações da Taça de Portugal e da Taça UEFA, que marcaram a semana, podem culminar hoje à noite, na Luz, contra o Nacional, com uma vitória que nos deixe mais isolados no primeiro lugar da Liga.

 

Mas a semana também ficou marcada pelas intervenções do Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, do Director Desportivo, Rui Costa, e do treinador, Quique Flores. As palavras de ordem foram bem audíveis, interna e externamente: empenho, trabalho, ambição.
Não houve puxões de orelhas, nem processos disciplinares, nem jogadores castigados, mas sim um alerta geral, dirigido de cima para baixo, e que foi assimilado por todos. O investimento feito na equipa de futebol profissional obriga a uma total concentração de esforços na conquista da Liga – principal objectivo da época.
Luís Filipe Vieira apelou a uma “cultura da exigência”; Rui Costa tranquilizou todos e disse que em Janeiro não haveria nenhuma “revolução” e Quique Flores garantiu que o que se viu contra o Metalist “não voltaria a suceder”.
O que resulta destas declarações é que o Benfica está unido e imbuído do mesmo espírito: vencer a Liga. O clube está blindado contra todos os ataques destabilizadores que os nossos adversários queriam encetar.
É de notar que apesar de uma semana negativo em termos de resultados desportivos, não se assistiu a nenhuma turbulência interna, os arautos da desgraçada ficaram no seu canto, ignorados e desprezados, a estabilidade não foi abalada.
Os principais rostos do clube: Luís Filipe Vieira, Rui Costa e Quique Flores, deram a cara perante os sócios e os adeptos, quando era fácil e mais cómodo esconderem-se, como outros fazem noutros lados.
Assumiram as responsabilidades e exigiram que rapidamente foi ultrapassada esta fase menos boa. A resposta terão de dá-la os jogadores hoje à noite na Luz. Mas os sócios e os adeptos também têm de contribuir com o seu apoio e entusiasmo, de princípio a fim.
O clube está bem e recomenda-se. Reyes quer continuar; Suazo quer continuar; Aimar quer continuar. Os três ases de um baralho de luxo não esmoreceram o seu entusiasmo com os fracassos na Taça de Portugal e na Taça UEFA. Porque sabem que o projecto que o Benfica está a construir e a desenvolver visa devolver o clube às grandes vitórias internacionais.
Nada nem ninguém nos desviará deste caminho que trilhamos e que nos levará ao sucesso. As palavras que foram ouvidas da boca de Vieira, de Rui Costa, de Quique Flores são o espelho da realidade do Benfica: unidos, empenhados e atentos.
É isso que os benfiquistas precisam de estar, mais que nunca: unidos, empenhados e atentos. A grande nau vai enfrentar algumas vagas, mais agitadas e perigosas, mas o timoneiro tem o comando bem firme nas mãos e a tripulação sabe que a rota é a mais segura para chegar à Terra Prometida: o Título.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D