Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

23
Ago08

Entrar Direito

António de Souza-Cardoso

 

Amanhã, já amanhã, recomeça a magia do futebol competição. Renovam-se esperanças, confirmam-se certezas, alvitram-se prognósticos, fazem-se balanços retroactivos e prospectivos.

Amanhã, só amanhã, no exacto momento em que estamos todos iguais, na mesma esperançosa linha de partida, seremos todos futebol.

 E percebemos, amanhã, nessa única vez do ano, que há um profundo sentimento que nos distingue e que nos reúne:  A imensa paixão que todos temos pelo futebol.

 Existimos nós, os apaixonados de todas as raças, de todos os clubes, e os outros - os que desgraçadamente não foram tocados por esta arrebatadora paixão proporcionada pelo desporto Rei .

Espero sinceramente que o Benfica que amanhã entre em campo em Vila do Conde esteja o mais perto possível deste “Novo Benfica” que nos reuniu há pouco mais de 2 meses neste blog.

Um Benfica de têmpera, de raça, de cabeça erguida, na busca incessante da vitória. Um Benfica orgulhoso mas emancipado do seu passado, a querer fazer-se ainda mais glorioso ali, no momento em que tudo conta, que é o presente.

Amanhã lá estarei em Vila de Conde com outros companheiros do  Blog, em especial e animada reportagem.

Passemos ao jogo. Confesso que continuo preocupado com a direita da defesa, onde julgo que jogará Maxi Pereira. Gostava que David Luiz pudesse jogar no eixo com Luisão, libertando Katso para o meio no apoio a Carlos Martins. Uma vez que Reyes está impedido de jogar apostava em Urreta para o lado esquerdo e Ruben Amorim para a direita (não gosto dele aqui). Na frente Aimar (tambémnão gosto dele aqui) e Cardozo.

 Se David Luis não puder jogar, surpreendentemente tudo encaixa melhor para um verdadeiro Benfica de ataque. Recua Katso; Ruben Amorim , Carlos Martins e Aimar fazem um miolo de luxo. Depois teremos Urreta à esquerda, Balboa à direita e Cardoso na frente, num muito dinâmico 4x3x2x1. Se neste modelo de jogo o Benfica tiver que segurar resultados (espero que não) tem sempre Bynia para substituir Ruben ou Carlos Martins; Ou mesmo Katso por entrada de Sidnei para o eixo da defesa.

Com esta ou com outra equipe o importante é ganhar. Para afastar todos os fantasmas e enfrentar o Porto, de garimpa erguida, na segunda jornada.

Temos por isso que ganhar. Melhor ou pior, de qualquer maneira, mas ganhar. Não escolhi propositadamente o titulo “Entrar com o pé direito” para não esquecer (nem “azarar”) aquele deslumbrante pé esquerdo de Óscar Cardozo (confesso que me sossega ter um Cardozo a jogar na equipe).

 Ganhar amanhã é de tal maneira importante que só a ausência tão prestigiante de Di Maria na final olímpica me permitem resistir á tentação de desejar uma vitória a qualquer preço.

 Falo de uma vitória que até podia ser marcada, já não com a mão de Deus, mas com a de um… “Angelito”.

 

António de Souza-Cardoso

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D