Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

17
Ago10

Um início infeliz

Miguel Álvares Ribeiro

O Benfica 2010/2011 não arrancou como todos gostaríamos.

 

Depois de uma pré-temporada com exibições agradáveis e capacidade de dar a volta a resultados desfavoráveis, o Benfica apareceu apático e desinspirado no jogo de apresentação aos sócios e nos primeiros jogos oficiais. É um facto que o Benfica mereceu amplamente a vitória no jogo com a Académica, mas não foi a equipa dominadora e convincente da época passada. Como já sabemos que não podemos contar com arbitragens decentes (já nem digo um com o mesmo “faro” para os penalties que o Porto teve na Figueira), a única possibilidade é mesmo manter a atitude de ataque avassalador e continuado com que massacrámos os adversários, não lhes dando quaisquer hipóteses.

 

A substituição de Di Maria e Ramires não será fácil, pois eram dois jogadores de excepção, mas continuamos a ter a melhor equipa da SuperLiga e um treinador que já mostrou estar à altura dos desafios colocados por uma equipa com a ambição e os pergaminhos do Benfica, pelo que estou confiante em mais uma época de grandes sucessos.

 

 

P.S. – Admira-me a postura do nosso presidente na polémica criada em torno do seleccionador nacional. Apesar de ter sido um defensor da solução encontrada, a mais natural e consensual para substituir Scolari (que saudades das qualificações tranquilas e de “só” sermos vice-campeões europeus), penso que Queirós demonstrou rapidamente que não estava no seu “habitat natural”. O beija-mão a Pinto da Costa foi a primeira das manifestações de subjugação aos poderes instituídos que prenunciava um infeliz regresso ao passado, mas para lá disso Queirós revelou total incapacidade de motivação do grupo de jogadores que escolheu, além de uma gritante ausência de capacidade de liderança para os desafios que a Selecção apresenta. Os episódios que aconteceram na África do Sul, relatados na comunicação social, mostram uma faceta de Queirós desconhecida (pelo menos para a maioria) e que claramente não o recomendam para este tipo de funções. Intriga-me ainda mais a posição de Luís Filipe Vieira pois Queirós deixou de fora vários jogadores do Benfica em grande momento de forma sem qualquer justificação plausível.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D