Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

25
Mai10

TER SENTIDO DE ESTADO

Pedro Fonseca

Nos dias de brasa em que vivemos, não pelo calor que regressou em força, mas pela crise em que estamos mergulhados, os sinais que continuamos a ver emitidos pelas principais instituições políticas do País são de molde a duvidar da sua capacidade para nos guiar entre a tempestade até atingir porto seguro.

Se a sua credibilidade já anda pelas ruas da amargura, os nossos políticos parecem apostados ainda a arrastarem-se mais na lama, numa altura em que nós, pobres contribuintes, ansiamos por uma estratégia e por um rumo.

O que é que o futebol tem a ver com isto? Nada, ou tudo… O Parlamento, casa da democracia, devia dar o exemplo. Mas os nossos parlamentares não olham a meios para se cobrir de ridículo.

Cumprindo uma vergonhosa tradição, os parlamentares afectos ao fc porto acham-se no direito de agendar repastos para um espaço que deve (devia) estar reservado a outras dignidades.

Um espaço que é público, sem senhor, mas que é de todos nós – e que não pode ser utilizado para encontros de fins inconfessáveis. Nem já vou ao ponto de invocar casos judiciais, mais ou menos concluídos, que envolvem (ou envolveram) algumas daquelas personalidades.

A casa da Democracia não serve para lavagem de imagem, nem para branquear comportamentos. Se os parlamentares azuis continuam a cometer o mesmo lapso, para gáudio dos seus convidados, alguém os devia chamar à razão. Para que serve um presidente da Assembleia da República?

Vejam o exemplo do Benfica. Os parlamentares benfiquistas vão comemorar com a Direcção do Sport Lisboa e Benfica a conquista do campeonato nacional. Não na sua qualidade de deputados, mas de cidadãos, mais ou menos anónimos.

Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica, teve a lucidez e a clarividência de perceber que a política e o futebol têm os seus espaços próprios. E um convívio entre dirigentes de um clube de futebol e deputados da nação, em virtude de um título de campeão, não deve ocupar o espaço nobre do Parlamento.

O sentido de Estado que os deputados não tiveram, teve-o Luís Filipe Vieira. Às vezes é o futebol a dar o exemplo à política.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D