Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

17
Fev10

PELA BOCA MORRE O PEIXE…

José Esteves de Aguiar

O excelente post anterior, do Pedro Fonseca, fez-me lembrar de algumas frases lapidares de Jesualdo Ferreira, a última das quais bem recente.
 
A propósito da final da Taça da Liga e do facto de a mesma estar agendada para o Algarve, Jesualdo Ferreira lamentou que os adeptos do Porto tenham que percorrer 600 quilómetros para assistir a esse jogo.
 
Ao querer defender “a sua dama” com um discurso bem ao jeito do patrão Pinto da Costa, Jesualdo acabou por confirmar aquilo que tanto os portistas se esforçam por negar – que o Porto é um clube essencialmente regional e local.
 
Pela boca morre o peixe…
 
Não passaria pela cabeça de um Benfiquista lamentar-se pelo facto de uma final se disputar no Algarve, em Trás-os-Montes, no Minho, na Madeira ou nos Açores, pela simples razão de que, seja em que lugar for, o Benfica jogaria “em casa”, tal o número de adeptos de que dispõe.
 
Essa é uma das grandes diferenças entre o Benfica e todos os outros clubes portugueses. A área geográfica do Benfica é todo o território nacional, para além de o ser na África lusófona e em qualquer canto do Mundo onde existam emigrantes Portugueses.
 
Ao dizer que os adeptos portistas terão que deslocar-se 600 quilómetros, Jesualdo Ferreira está a assumir que, excluindo a cidade do Porto e seus arredores, a base de apoio ao F.C. Porto é inexistente.
 
Sabemos que a realidade até é algo diferente, uma vez que hoje podemos encontrar adeptos portistas em vários pontos do País, mas para Jesualdo Ferreira esses adeptos não contam.
 
Este tipo de discurso faz-me lembrar um de Pinto da Costa antes da final da Taça de Portugal da época de 1982/1983, ano em que insistiu até às últimas – inclusive com ameaça de não comparecer na final contra o Benfica – se o jogo se realizasse no Estádio do Jamor. Foi-lhe feita a vontade, a final disputou-se no Estádio das Antas e…o Benfica foi lá vencer por 1-0!
 
A partir daí, que me lembre, o F.C. Porto não voltou a exigir que uma final da Taça de Portugal se disputasse no seu Estádio, tal tinha sido o tamanho da humilhação sofrida, não tanto pelo resultado, mas mais pelo facto de Pinto da Costa ter afirmado que o Benfica apenas ganhava tantas Taças porque as finais se disputavam em Lisboa…
 
Pela boca morreu o peixe…
 
Antes de terminar, não resisto a lembrar uma célebre frase de Jesualdo Ferreira, em jeito de comentário ao Benfica-Porto de Dezembro de 2007 (vitória do Porto por 1-0) – “o F.C. Porto dominou na primeira parte, o Benfica dominou na segunda, por isso o resultado é justo” (!!!)
 
Realmente, na galeria de “calinadas” proferidas por diversos jogadores e treinadores do futebol em Portugal, não me consta que se incluísse um professor mas, pelo que se tem esforçado, Jesualdo Ferreira bem tem feito por lá merecer um lugar de destaque!
 
 
 
 

20 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D