Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novo Benfica

Novo Benfica

23
Nov09

VIGILANTES

Pedro Fonseca

As palavras do Presidente do Benfica em Albergaria-a-Velha, no sábado passado, foram premonitórias: temos de estar vigilantes. Nem de propósito, 24 horas passadas, o alerta de Luís Filipe Vieira tinha todo o fundamento.

 

A arbitragem de Elmano Santos, curiosamente branqueada na maior parte dos jornais de hoje, foi ilustrativa daquilo que espera o Benfica no campeonato. Vamos apenas determo-nos em dois lances: o golo do Vitória de Guimarães e o penálti claro sobre Javi Garcia, já nos descontos.
É obrigatório pensarmos nisto num contexto, porque sem essa perspectiva alargada tudo é capaz de ser confundido com acaso, má sorte, tarde aziaga, noite desinspirada. Vejamos: um leve encosto de Cardozo a um defesa do Braga serviu ao árbitro para anular o golo de Luisão, que nos daria o empate; ontem, pelo contrário, à vista de todos, o marcador do golo do Guimarães empurrou Javi Garcia para longe, para melhor poder saltar e cabecear, e como se isto não bastasse, Flávio Meireles atropelou Fábio Coentrão, impedindo-o de se fazer á jogada.
O que fez o nosso Elmano? Assinalou o golo como legal, pois então…!!! Vigilantes, portanto. E vigilantes porque nos bastidores do nosso futebol muita coisa se tem passado. Comecemos pela engraçada decisão de Bruno Paixão de adiar o jogo Oliveirense – FC Porto. Coitado do Paixão, ele limitou-se a ratificar uma decisão tomada por outros – os responsáveis do FC Porto.
Estes passaram a semana toda a pressionar a decisão do nosso Bruno, que, como sabemos, é homem de decisões, como direi!?, invulgares… para não lhes chamar outra coisa. O relvado estava em más condições? Estava, como estavam a esmagadora maioria dos relvados onde ontem se disputaram jogos (eu, por acaso, até assisti a um “in loco” com o relvado em más condições que não foi adiado).
Mas, claro, como isso aproveitava ao FC Porto, o Bruno fez-lhes a vontade. E pronto, não se fala mais nisso. (Se calhar isto também fez parte da ementa de um jantar decorrido há alguns meses atrás e que começa a ser cobrado, e bem).
Depois, surpresa das surpresas!, o presidente do sporting botou faladura num congresso da APAF. Não, não é o congresso da associação dos profissionais de actividades financeiras. É o congresso da associação portuguesa dos árbitros de futebol. Confusos? Enagno? Não, é mesmo verdade.
O sporting da transparência e da ética, do luto pela arbitragem, dos discursos incendiários contra os árbitros, mandou o seu “líder” ao conclaves dos homens de negro. Onde, pasme-se!, o senhor Vítor Pereira sublinhou o seu “sportinguismo”. Se isto não é trágico é deveras cómico. Vigilantes, portanto!

Post-Scriptum: uma outra visão do fim de semana, sobre aquilo que verdadeiramente interessa aos benfiquistas, pode ser lida aqui n´ "O INFERNO DA LUZ".

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D