Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

António de Souza-Cardoso em 23/09/09 | comentar

Desde que comecei a escrevinhar neste Blog e mesmo antes nas intervenções televisivas regulares que tive nos últimos 6 anos, no “N Jogadas” e no “A Bola é Redonda”, sempre me preocupei em chamar a atenção para a grande diferença que existia entre um Benfica Campeão e um Benfica qualquer.

O Benfica é o maior Clube do Mundo (julgo que se tem aproveitado mal, do ponto de vista comunicacional, esta grandiosa circunstância).

É provavelmente também a marca portuguesa de maior valor, principalmente nestes dias em que o marketing afectivo e experiencial, ganha efectiva preponderância.

O Benfica é ainda uma das poucas realidades universais que ainda restam a Portugal. O que num tempo de globalização nos deve orgulhar, até por aquilo que acrescenta de identidade e de coesão de toda a diáspora portuguesa espalhada pelo Mundo.

O Benfica é tudo isso e, também por isso, constitui uma realidade que nos ultrapassa a todos, desde o simples adepto como eu, até ao mais importante jogador ou dirigente.

Mas a verdade é que, para que tudo isto aconteça e permaneça, o Benfica tem que se cumprir.

Se é o maior, o que tem mais valor, a história mais grandiosa, a mais relevante notoriedade nacional e internacional, tem também que ser o Melhor.

E aparentemente (sabemos que depois, na prática, não é tão linear, porque os sistemas e os apitos ainda andam por aí..) é mais fácil a um Clube com os atributos do Benfica ser Melhor do que qualquer outro.

Este ano, ao contrário dos últimos anos, temos sido os Melhores. Não só os maiores, os mais notáveis, grandiosos ou universais. Mas também os Melhores.

E isto faz toda a diferença!

 Como hoje a Bola noticia, só o facto de o Benfica ter passado a “parecer” o melhor (não está em primeiro, nem é ainda Campeão) fez com que as acções subissem 30%, a facturação da bilheteira aumentasse 100% e as assistências, em comparação a igual período do ano passado, aumentassem 20% apesar de no ano anterior, por esta altura, termos já enfrentado o Porto e o Sporting. Leiria teve a maior enchente de sempre da sua história e no Restelo estiveram o dobro das pessoas que no ano anterior.

É este o caminho que o Benfica deve prosseguir o de fazer coincidir o “poder”, o “dever” e o “ser”.

Com a responsabilidade e o rigor de gestão dos dirigentes, a atitude e a entrega dos jogadores e a paixão e apoio galvanizador dos adeptos.

Isso, para o futuro do Benfica, fará toda a diferença.

 

António de Souza-Cardoso

PS: Desculpem, já depois da hora acrescentar ao meu post um abraço muito especial ao Bruno Carvalho por ter decidido retirar a providência cautelar,  depois de ontem o Tribunal Civel de Lisboa lhe ter dado razão. Tenho pena que poucos benfiquistas tenham percebido o sentido de serviço, o conhecimento e a inteligencia do Bruno Carvalho . Talvez este gesto, feito em nome da sua imensa paixão pelo Benfica, contribua para isso. 

 




48 comentários:
De Barba azul a 24 de Setembro de 2009 às 13:03
Caro António

Os seus textos têm uma característica engraçada, que me faz lembrar o "Onde está o Wally": seja qual for o assunto, sabemos que nalgum ponto vamos encontrar inserida uma frase com o "sistema" e "os apitos".

É giro!

Acredita mesmo nisso? Ou é para não deixar nunca dúvidas aos seus co-clubistas sobre o seu benfiquismo? Tenho reparado que muitos dos leitores deste blog, verdadeiros vigilantes da pureza da fé benfiquista do António como de outros que aqui escrevem, não têm muita certeza nela.

Salvo seja a comparação, acontece por vezes que um homem sobre cuja heterossexualidade - com razão ou sem ela - outros duvidam, tenta afastar essa impressão pelo recurso a basófias de macheza. Não haverá qualquer semelhança de atitude, na sua obssessão com o tema do sistema, do apito, do polvo?
Afinal de contas, que característica será mais intrínsecamente benfiquista do que a certeza absoluta e dogmática de que os campeonatos do Porto foram (e serão) todos ganhos na batota?! (quanto ás competições internacionais, vá-se lá saber como se arranjaram aqueles gajos para conseguirem também endrominar as arbitragens...!)


De António de Souza-Cardoso a 24 de Setembro de 2009 às 13:19
Meu Amigo

Não fui eu que inventei o apito dourado, nem que condenei árbitros, baixei equipes de divisão, ou suspendi altos dirigentes desportivos. Nada disso fui eu que fiz. Foram os tribunais.
Também não preciso que me defenda dos meus correligionários benfiquistas. Nós resolvemos os assuntos em casa sem precisar de espancar, ou ameaçar ninguém.


De Barba azul a 24 de Setembro de 2009 às 16:30
Caro António

Eu sei que não foi o António que inventou isso tudo!
Em todo o caso, fica-lhe mal fazer queixinhas, apontar os autores!

Mas deixe-me corrigi-lo: não foram os tribunais. Não conheço muito bem toda a estrutura do edifício da Justiça (falha lamentável!), mas acho que os tribunais, que julgam, são independentes do departamento que faz a acusação e prepara a respectiva instrução.

Sobre a isenção e imparcialidade do departamento que decide investigar, prepara a acusação e acusa, não me vou agora pronunciar.

Já quanto aos tribunais, julgo que o que aconteceu é que os Tribunais sucessivamente concluíram pela não existência de culpa do Porto, apontando até defeitos, vícios e tendências da acusação, das provas e das testemunhas (para não falar sobre a necessidade e beneficiação, em resultado dos famosos crimes).
Citando as suas próprias palavras, em resposta a um comentário a este mesmo texto, “Se lhe convém dizer que é a justiça que está mal ou que o juiz foi comprado é consigo”

É verdade, enfim que um único tribunal (com minúscula), o da liga de clubes, à revelia e em sentido oposto dos verdadeiros tribunais, condenou o Porto e os outros desgraçados apanhados na rusga!


Quanto ao resto, não foi com a intenção de o proteger que comentei, e o António lá sabe as linhas com que se cose...


De Joseph Lemos (assim mesmo com PH) a 24 de Setembro de 2009 às 05:37
Não quero mais bater no ceguinho.

Quero apenas dizer-lhe que as suas croniquetas de pézinhos de lã, são tão conhecidas como o vulgar vinagre.

Desmistificar aqui e uma vêz mais, o seu azedume, a sua frustração não só por ser apenas "um simples benfiquista", (e tudo tem feito para ser diferente ao ponto de apoiar um traidor e poder ganhar algum espaço) já não é necessário porque os BENFIQUISTAS, com os comentários aos seus "posts" me aliviam a tarefa e dão provas de conhecimento do seu carácter ressabiado e não se deixam embalar pelo "canto da sereia".

É tão grande o conhecimento da sua postura que até adivinham o que vai seguir-se nas futuras prosas.Pudera!

Quanto ao seu P.S., não passa de uma tentativa (frustrada) de branqueamento de uma acção traidora levada a cabo por um indivíduo sem honra e sem dignidade que tenta a todo o custo, como diz o nosso povo: "Limpar as mãos à parede".

Agora o meu P.S.:

Muitos dos meus comentários foram e são por si censurados mas passei a guardá-los para,no caso,poder dissecá-los na blogesfera GLORIOSA onde estou inserido.Que o diga o seu queridinho "cauteleiro".

Desculpe lá esta minha mania de não querer deixar passar em claro as torpes mentiras e manipulações contra o meu Benfica mas eu sou mesmo assim.


De António de Souza-Cardoso a 24 de Setembro de 2009 às 13:20
Percebo agora o ph - tem a ver com acidez, certo? Não sei porque perde tanto tempo a comentar algo que mesmo sem ler já sabe que não concorda?


De Joseph Lemos (assim mesmo com PH) a 24 de Setembro de 2009 às 19:02
Não! O ph é mesmo nome e não necessita inventar tracinhos.


De António de Souza-Cardoso a 25 de Setembro de 2009 às 17:14
Pois olhe parece-me mais dificil de entender o seu "ph" do que um hifen que faz parte de muitos nomes de familias portuguesas. Não tenho é claro que justificar a minha uma vez que não conheço a sua mas porventura terá ouvido falar de um pintor português e amarantino de apelido Souza-Cardoso. Era irmão de meu Avô. É claro que a mim não me incomoda nada a "veracidade" do seu ph. Quem parece preocupado com o meu tracinho (em vez de com a minha opinião!!) é V. Exªa (com ph). O seu "ph" a mim nada me incomoda, nem tenho qualquer curiosidade em conhecer as suas origens.


De Aguia de Ouro a 23 de Setembro de 2009 às 17:36
Quem põe uma acção cível contra o Maior revela tudo à partida.

Com os resultados e a dinâmica à volta da equipa tinha toda a lógica não retirar a acção, que piadola.

Ainda me lembro uma entrevista à Sporttv, dada por BC, em que o António Cardozo telefonou a fazer uma pergunta, que piada também, nem estava ensaiada nem nada.

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:20
Ninguém pôs uma acção judicial contra o Benfica mas contra uma decisão abusiva, como se comprovou, do Presidente da assembleia Geral.


De ADP a 23 de Setembro de 2009 às 17:28
Correndo o risco de confiar em excesso no que vem nos jornais, permita-me corrigi-lo, pedindo antecipadamente desculpa se estiver errado.
Apesar de ser um facto que o BC retirou a Providência Cautelar, esta ainda não tinha sido decidida! O despacho que se fala foi o de indeferimento de um requerimento do SLB pelo qual este argumentava a nulidade da citação efectuada ao clube, citação essa efectuada por uma, na altura famosa, solicitadora.

Não tendo sido decidida, permita-me considerar ser-me licito concluir que das duas uma:
•O Bruno Carvalho retirou a Providência Cautelar por causa dos superiores interesses do Benfica. E fê-lo muitíssimo bem, só tendo, eu, pena de esses superiores interesses não terem sido considerados aquando da proposição da dita.
•O Bruno Carvalho teve em consideração a possibilidade, grande, de perder a providência cautelar e com esse facto, descredibilizar ainda mais a imagem que já tem perante o eleitorado benfiquista.


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:28
Caro Amigo
Eu não disse que a providência cautelar tinha sido decidida. Claro que não. Mas foi aceite e isso como sabe já tem relevância. Mas é verdade que a citação feita ao Presidente da Assembleia Geral do Benfica que não permitia a aceitação da Lista de Filipe Vieira afinal era válida ao contrário do que determinou Manuel Vilarinho quando, agora sabe-se que abusivamente, não acatou a dita citação prosseguindo com o acto eleitoral. Acho abusivo dizer que o Bruno retirou a providência porque achava que ia perder. Não tinha qualquer razão para isso. Ao contrário soube, no meu entender ler os resultados eleitorais e não quiz pertubar o bom momento em que o Benfica vive.


De ADP a 23 de Setembro de 2009 às 21:31
Agora fiquei baralhado se é que mo permite.
Diz que, e passo a citar:" a citação feita ao Presidente da Assembleia Geral do Benfica que não permitia a aceitação da Lista de Filipe Vieira afinal era válida ao contrário do que determinou Manuel Vilarinho quando, agora sabe-se que abusivamente, não acatou a dita citação prosseguindo com o acto eleitoral".
Se bem me recordo, de quando era aluno de Processo Civil, a citação de uma providência cautelar nos termos do artº 385º do CPC , serviria como todas as outras citações, para informar o, a partir desse momento aqui requerido, de que contra ele foi interposta acção judicial. Assim sendo, a citação ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral do SLB só, e reforço este só, o informou que tinha sido interposta providência cautelar com o intuito de fazer suspender as eleições, sendo forçoso concluir que Manuel Vilarinho bem andou ao não interromper o acto eleitoral porque da citação não pode resultar ordem judicial de suspensão. Tal decisão de suspensão só aconteceria aquando da decisão com trânsito em julgado da sentença, sendo que tal nunca irá acontecer pois o Bruno Carvalho retirou a dita providência.
Permita-me ainda uma leitura, a minha, mais alargada da situação: a decisão de reclamar da citação foi, obviamente, um expediente dilatório que contrariou, a possibilidade de a providência cautelar ser decidida de forma a ter algum efeito útil, antes do acto eleitoral como é obvio. Por outro lado confesso que desconheço em absoluto qual o efeito útil de providência cautelar de suspensão de acto eleitoral após o mesmo ter sido realizado, mas parece-me ser necessário interpor nova acção judicial de forma a por em causa a assembleia geral que é, um acto eleitoral. Se o meu raciocínio for o correcto, o Bruno Carvalho iria "perder", quanto muito perante os seus adversários e não apoiantes, a dita providência de suspensão de acto eleitoral.
Peço-lhe que não considere abusivo a minha leitura ao considerar que o Bruno Carvalho, obviamente, colocou na mesa a possibilidade de perder a dita providência. O facto de considerar essa possibilidade grande é somente a minha opinião e pelo peso que tem, dificilmente poderá ser considerada abusiva. Com os melhores cumprimentos


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 22:03
Caro Amigo
Vê-se que tem fresca a matéria. Eu era incapaz de, por mera recordatória lembrar-me do nº do artigo do CPC.Confesso que nem o nome do Professor. E por isso com todo o risco do meu lado atrevo-me a dizer que existe uma confusão Sua entre o tribunal dar conhecimento ao Clube de que foi interposta uma providência cautelar, ou o tribunal informar o seu representante de que foi aceite uma providência cautelar destinada a evitar determinadaos efeitos juridicos que o decurso do tempo pode tornar irreparáveis.
Ora esses efeitos eram precisamente os de se realizar uma eleição entes de se saber a substancia da providência cautelar que era precisamente a regularidade de uma das listas candidatas à Assembleia Eleitoral. Por isso a citação no respectivo Presidente que, ai sim com avisada habilidade, escondeu-se num eventual erro processual dessa notificação para não a considerar válida, interpondo pedido de nulidade da citação e prosseguindo com o acto eleitoral. Porque bem sabia que se o não fizesse e considerasse a citação válida então não podia prosseguir com o acto eleitoral. Se não, meu Amigo, que prestabilidade teriam as providências cautelares? Se existirem apenas para informar os requeridos que alguém pretende intentar acção judicial contra eles são o quê? Uma citação prévia?
Claro que é abusivo o juizo sobre as intenções do bruno Carvalho porque o Meu Amigo tem o conhecimento ( e a elegância) de quem sabe o que diz e onde quer chegar.


De Anónimo a 24 de Setembro de 2009 às 13:49
Reconhecendo que esta não é de todo uma discussão jurídica, mas sim politica vou dar a minha última achega, correndo o risco de ser juridicamente chato!
Não me parece, a mim obviamente, haver qualquer confusão entre momentos processuais da tramitação de uma providência cautelar. Senão vejamos: o facto de esta ser aceite pelo juiz significa, tão só, o que não é pouco concedo, que há a possibilidade, e não mais do que esta, de o requerente ter razão no seu pedido.
Prosseguindo na analise processual, por consequência da instauração desta providência cautelar o Juiz, pretendeu ouvir o requerido Presidente da Assembleia-Geral do SLB, considerando que a audiência deste previamente à decisão que iria tomar não poria em risco sério nem o fim nem a eficácia da providência, situação diferente porventura seria a de uma cautelar de arresto. Por ser demais importante reitero que, as decisões tomadas no procedimento cautelar até este momento foram as de, a aceitar e ainda a de ouvir o requerido, não tendo sido proferida qualquer sentença sobre o peticionado pelo Bruno Carvalho a Tribunal.
Pretendendo o Juiz ouvir o requerido, obviamente tão bem como eu sabe, que a forma de chamar alguém a juízo é a citação, pela qual, reforço, se dá a conhecer que alguém interpôs providência cautelar contra ele e não obviamente que alguém pretende interpor acção judicial no futuro, o que aliás não se retira em lado nenhum do por mim escrito. Assim, o requerido SLB foi simplesmente citado, para que viesse em 10 dias a juízo deduzir oposição trazendo ao processo as suas razões pelas quais considera que não havia qualquer ilegalidade.
Explicando a todos os leitores a tramitação processual de uma cautelar, perdoem-me o paternalismo, a seguir à entrada da oposição do SLB, em juízo, cabe ao juiz analisar todos os argumentos trazidos pelas partes e só em audiência final de julgamento pronuncia a sentença decisória.
Concluindo, da citação feita e neste caso em concreto, resulta só o dar conhecimento da instauração, sem qualquer dúvida. Após a decisão do juiz, se favorável à pretensão do Bruno Carvalho, aí sim ficariam suspensas as eleições, nunca antes! Como o Bruno Carvalho, sejam qual forem as intenções subjacentes a essa decisão, retirou a cautelar, não vai haver decisão final do juiz nem nunca saberemos se ela seria deferida.
Confesso que a matéria já não está fresca, afinal já passaram mais de 10 anos, e por isso tive que recorrer ao Código de Processo Civil e material de estudo. E sim, recordo-me perfeitamente do nome do professor da cadeira, que aliás me marcou profissionalmente pela forma objectiva e prática com que a leccionava. Saudações para a cidade do Porto aonde me licenciei e trabalhei durante dez anos.


De ADP a 24 de Setembro de 2009 às 17:05
Serve este, só, para informar que o anónimo anterior sou eu. ADP, Carlos Nunes Augusto.


De António de Souza-Cardoso a 25 de Setembro de 2009 às 17:24
Caro Amigo

Fico contente de saber que o meu Amigo se licenciou e viveu no Porto. Eu apesar de Nortenho de gema, nasci em Lisboa onde vivi até aos 8 anos.
Percebo e aceito como possivel a interpretação juridica, mas concordo que hoje o assunto é mais politico do que juridico.
Obrigado pelas saudações, por nos revelar quem é e pela tão construtiva participação. Não vejo razões para que a diferença de opiniões não possa ser construtiva e elevada. E por ser infelizmente tão raro na Blogosfera este tipo de postura tenho que lhe agradecer o exemplo.


De Viriato de Viseu a 23 de Setembro de 2009 às 22:10
O Vilarinho "abusivamente não acatou" e ainda bem, digo eu!!!!!!!!!

Só espero que o doping que usou para essa suprema decisão, tenha sido um Dão da famosa colheita do 45.



De MAFARRICO a 23 de Setembro de 2009 às 16:41
Meu caro Souza-Cardoso
Completamente de acordo, o gigante está a acordar, depois de um looooongo mas que looooongo sono.
Em relação ao Bruno Carvalho, seje benvindo quem vier por bem.
BENFICA SEMPRE


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:28
Julgo que todos os Benfiquistas com vontade de construir são bem-vindos a um espaço plural como sempre foi este Blog


De João Couceiro a 24 de Setembro de 2009 às 11:44
Caro António Souza-Cardoso,

Aquilo que escreveu no final, pela sua gravidade, fez-me vir comentar um posto, coisa que eu tinha prometido a mim mesmo, nunca mais o fazer...

De facto, as suas palavras só podem ser entendidas de duas formas, ou reveladoras de uma atroz ignorância jurídica, o que é compreensível visto não ser a sua especialidade (se bem que eu ainda não entendi qual é...), ou portadora de uma imperdoável má-fé!

O que se passou ontem, tão simplesmente foi o tribunal não ter considerado como fundamentado os vícios alegados pelo Dr. Vilarinho na citação feita pela Sr.ª Solicitadora (mal a meu ver).

Em nenhuma altura o tribunal se pronunciou sobre o mérito da acção ou da validade das pretensões desse senhor que eu nem quero pronunciar o nome...

Aliás, toda a novela protagonizada por esse .... (vou a ser educado e não vou cair na ordinarice) foi de uma profunda má-fé e manipulativa da opinião pública! Aliás, eu como jurista e advogado, envergonho-me profundamente pelo papel que o suposto advogado da Lista A, foi fazer ao Jornal Nacional, onde tentou deliberadamente enganar que nada percebe de direito!

E não me vou alongar em questões técnicas, pois elas são de tal forma evidentes, que o convido a sentar-se com quem realmente percebe do assunto, para ele lhe explicar a validade das providências cautelares, a prova que se exige, a facto de estarem sempre dependente de uma causa principal e principalmente o facto de a citação de uma parte para deduzir oposição, nunca suspenderia as eleições, como foi publicamente dito pelo candidato que ficou em 3.º lugar nas ditas!

Esse senhor se tivesse vergonha na cara, nunca mais apareceria associado a um clube tão glorioso como o Nosso Benfica!

Esse senhor, lançou o nosso clube na lama e no ridículo e a meu ver deveria ser expulso de sócio, pois nós não precisamos deste tipo de gente.

Peço desculpa se o deixo consternado ao falar de uma pessoa que eu sei que considera seu amigo, mas o que esse homem fez, foi muito grave...

Saudações Benfiquistas


João Couceiro


De António de Souza-Cardoso a 24 de Setembro de 2009 às 13:22
Caro Amigo
Já expliquei tudo o que podia e sabia a respeito deste caso noutros comentários para os quais remeto a resposta ao seu.


De Carlos Azelha a 23 de Setembro de 2009 às 16:36
Este post é um aproveitamento para na próxima semana desancar na gestão, todos sabemos que para a semana será revelado o R&C para os 2 suspeitos do costume virem atirar areia para os olhos de todos aqueles que não percebem de economia e pegar naquilo que lhes interessa.


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:30
Já está a antecipar alguma tragédia nas contas do Benfica? Deus queira que não. Ainda neste post me regozijei pela subida das acções....


De GranD_alF a 23 de Setembro de 2009 às 15:32
Resposta ao "PS" apenas:

O Sr B.C. teria prestado um serviço MUITO MAIOR ao SLB se nunca, mesmo nunca, lhe tivesse passado pela cabeça meter tal providência cautelar. ISSO sim, era de benfiquista, fez um grande disparate e "levou pela tabela" ao ficar em 3º lugar numa eleição a dois.

E acrescento, esta decisão só mostra como mal vai a justiça em Portugal, primeiro o disparate da decisão, depois o segundo disparate, de não ter efeitos práticos. Ou mais grave ainda... levar tanto tempo para levar a uma decisão "só pr'a chatear"...


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 15:44
Julgo que percebeu que o tribunal deu razão ao Bruno carvalho o que implicaria a repetição das eleições. Se lhe convém dizer que é a justiça que está mal ou que o juiz foi comprado é consigo. A mais cumpre-me enaltecer a atitude do bruno carvalho que mesmo tendo razão resolveu retirar a providência cautelar, provavelmente pela leitura que fez dos resultados eleitorais e pela que faz do actual momento do Benfica.


De João Soares a 23 de Setembro de 2009 às 17:56
Não Sr. António de Souza-Cardozo, porque se ele fosse assim tão bem intencionado nunca teria posto o nome do BENFICA em tribunal!!!!!!!!!!!
Ele retirou a providência cautelar porque sabe perfeitamente que o UNIVERSO BENFIQUISTA não lhe iria perdoar, levaria mais uma humilhação e numa próxima assembleia geral do clube, teria como um dos pontos a destituição dele mesmo de sócio do Sport Lisboa e Benfica!!!!!!!!!!!!


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:33
Não confunda as coisas ninguém pôs o Benfica em Tribunal, mas antes uma deliberação abusiva de um seu dirigente. Se o Benfica se confundisse com os seus circunstanciais dirigentes nesta altura estava preso ou em Londres à espera de uma eventual extradição...


De João Soares a 23 de Setembro de 2009 às 21:03
Quando digo pôs o BENFICA em tribunal, refiro-me a ter arrastado o nome do BENFICA para os Tribunais e acredite que ele ai, perdeu muitos, mas mesmo muitos, votos!!!!!!!!!
Se no seu entender Luis Filipe Vieira violou os estatutos, muito bem, ia a votos e depois em local próprio, Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica, apresentava os seus argumentos!!!!!!!!!! Garanto-lhe que ele ai teria ganho muitos, mas mesmo muitos, votos!!!!!
Ele tentou tomar de "assalto" a presidência do Sport Lisboa e Benfica, foi a pior coisa que ele fez e isso, é algo que os sócios do BENFICA lhe irão cobrar cada vez que ele abrir a boca para falar sobre o BENFICA!!!!!!!!


De António de Souza-Cardoso a 24 de Setembro de 2009 às 13:24
Ele não pôs o Benfica em tribunal. O Benfica não se pode confundir com as muitas trapalhadas de alguns dos seus dirigentes.


De Farrusquinha a 23 de Setembro de 2009 às 18:44
O tribunal não deu nada do que disse, nem implicava sequer repetir eleições.
O tribunal só decidiu que a citação era válida e não nula.
O tribunal nem sequer decidiu a providência cautelar, se lhe era de dar ou não provimento!
E depois da providência cautelar, se lhe fosse dado provimento, ainda que havia de meter a acção principal. E essa é que valeria.
Já uma vez lhe pedi cópias de peças judiciais para provar coisas que dizia.
Calou-se e não demonstrou nada.
Mas é uma vergonha que tente deitar areia para os olhos dos Benfiquistas que, naturalmente, não estão familiarizados com estas questões jurídicas.
É deontologicamente incorrecto


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:37
Não percebo como pode falar em deontologia escondido atrás de um nome de cachorro pequeno. Eu não tenho peças processuais nenhumas e não tenho nesse caso (de que não me lembro) como neste acesso ao processo. Muito menos tenho obrigação de me justificar perante um anónimo.Mas sei e foi isso que disse que a decisão de Vilarinho de considerar inválida a citação foi, como agora se provou, ela própria inválida. E só essa decisão permitiu que a lista de Luis Filipe Vieira pudesse concorrer àquele acto eleitoral. Isto é público, não foi desmentido e não precisa de prova.


De Farrusquinha a 23 de Setembro de 2009 às 21:45

Por acaso, Senhor Sousa-Cardozo, não é cão, é gata!

Mas se quiser saber quem sou, um dia podemos encontrar-nos e trocar impressões, quer sobre o Benfica, quer sobre questões de direito.

O Senhor não tem peças mas pode tê-las. Basta pedi-las ao seu amigo Bruno Carvalho.
Note-se que eu não tenho nada contra as amizades nem contra Bruno Carvalho. Nunca o desrespeitei por fazer o que fez nem sequer por causa das suas ideais.
Só discordei e discordo delas, absolutamente mais nada.

Todavia, permita-me dar a minha opinião sobre a (presumida) validade da citação que não foi acatada por Vilarinho, pois, no entender deste, ela era nula. Eu digo "presumida" porque não tenho de concordar forçosamente com a opinião de um juiz, seja ele quem for. Não sei se a consideraria - opinião pessoal, naturalmente - válida ou nula, pois nunca a vi.
Tanto quanto me foi dado depreender - e se o Senhor tivesse junto as peças para comprovar as suas afirmações, talvez pudesse alterar a minha opinião, quem sabe! - válida a citação, neste caso, ou seja, nesta providência cautelar, como o Juiz do processo optou por ouvir a parte contrária antes de uma decisão de fundo sobre ela, era a audição e prova que se seguiria.
Tanto que não houve decisão de fundo que Bruno Carvalho também viu chumbado por um juiz um seu requerimento para a executar . Ora, se não existia título executivo era porque não havia decisão (de fundo) porque sabe bem que é a decisão que constitui, no caso, esse título executivo.
Logo, não existiu qualquer decisão a mandar parar o acto eleitoral ou a impedir que LFV concorresse às eleições.
Aliás, disse a imprensa - eu sei que eles, em questões jurídicas, dizem muitas asneiras, mas estas não foram contestadas - que o juiz indeferiu esse requerimento para execução da providência cautelar, precisa e expressamente porque não havia decisão de fundo.
Pode argumentar-me: o juiz também disse que tal decisão, se decisão houvesse, não comportaria - como está expresso na lei, aliás - execução. Mas isso foi uma justificação subsidiária. A principal é que não havia qualquer decisão.

É por isto e só por isto, que eu afirmei que não está a ser claro, que está a tentar defender Bruno Carvalho - e, repito, não tenho nada contra e até acho bonito defender-se ou tentar defender-se um amigo - mas não o deve fazer à custa de imprecisões e de situações que não correspondem ao decidido, confundindo Benfiquistas de cuja família fazemos parte.

Tudo isto, e como costumamos dizer, salvo sempre melhor opinião e com o devido e merecido respeito.


De Viriato de Viseu a 23 de Setembro de 2009 às 22:17
Caro Sousa-Cardozo,

Realmente este farrusquinha é mesmo o nome do cachorro que este ENORME BENFIQUISTA tem lá em casa.

Agora, aproveito para o informar para que se junte a alguém que saiba mesmo de Leis, porque este farrusquinha como causídico, já virou muitos frangos!!!

Não perde por esperar!!!!


De António de Souza-Cardoso a 24 de Setembro de 2009 às 14:48
Meu caro Amigo
Tenho pena que arranje subterfúgios para parecer mais do que a sua únitária (e respeitável) pessoa. Confesso que gosto mais de Si do da Sua gata.
Mas sinto que me está a ameaçar com qualquer coisa. É verdade? Olhe que fica mal numa pessoa que aparentemente exerce advocacia. isso sim é deontologicamente repreensível. Eu, António de Souza-Cardoso que não sou de subterfúgios, licenciei-me em Direito, na Universidade Católica, no Porto em 1987. Vê como é fácil sermos claros. Como julgo que tem a obsessão das comprovações (será porque não lida regularmente com a verdade ou com a transparência?) julgo que pode consultar o site da Universidade.
No resto, como calcula, estou cheio de medo da forma implacável como vira os frangos. Eu também lhe vou dando, quando se trata de um bom "pica no chão". E tenho até muito gosto em como sugere noutro comentário (não sei se com outro nome?) em encontrar-me consigo.
As argumentações juridicas estão todas expendidas e não tente confundir ninguém porque em nenhuma parte do texto eu afirmei que já havia uma decisão de substância sobre a providência cautelar o que disse é que o juiz ao aceitá-la quiz impedir o dano emergente que era o de se realizar uma eleição onde uma das listas poderia ter sido aceite irregularmente.


De Viriato de Viseu a 23 de Setembro de 2009 às 19:09
Então, no seu entender, todos devemos estar gratos ao Sr. Bruno de Carvalho, pelo seu gesto "magnânimo" e de fervôr Benfiquista, quando retirou a queixa?

Nada mais errado.

O Sr. Bruno de Carvalho apenas pegou numa frase descuidada do Vilarinho num programa de TV, onde disse que a queda dos corpos gerais se devia a uma estratégia pessoal do LFV.

É claro que se assim fosse, o LFV estaria impedido pelos estatutos de se candidatar por 6 anos.

Mas uma coisa é o que o Vilarinho disse, outra coisa é o que estã na ACTA aquando da queda.

E o que diz a acta?

INTERESES SUPERIORES DO BENFICA !!!!

Entre o que disse o Vilarinho e o que está na acta, meteu-se o Sr. Bruno como um abutre, sabendo que o tempo jogava a seu favor. Vá lá que o Vilarinho não foi nessa!!!

Mas realmente o Sr. Bruno, pensava que alguma vez seria Presidente do Benfica? E logo o cargo mais importante do País ???

Será que não se enxerga!!!!!!!!!!!!!


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 20:40
Acho graça que para o anterior Presidente da AG do Benfica há uma espécie de "não olhes para o que eu digo, olha só para o que eu faço". Com argumentos desses não se admire de decisões judiciais adversas


De Anónimo a 23 de Setembro de 2009 às 19:52
Não sou advogado, mas afirmo-lhe que NÃO implicaria a repetição de eleições!


De GranD_alF a 24 de Setembro de 2009 às 08:52
"Julgo que percebeu que o tribunal deu razão ao Bruno carvalho o que implicaria a repetição das eleições":

-Julgou mal

"Se lhe convém dizer que é a justiça que está mal ou que o juiz foi comprado é consigo":

-Não me "convém" mas de facto a primeira parte da frase está correcta: a justiça está mal. Na segunda parte a seguir ao seu "ou" é abusiva em nenhuma parte infiro isso. Talvez outras coisas como "incompetência", "falta de qualidade", a justiça, ou melhor os tribunais, é um órgão de soberania e infelizmente é o pior de todos, qualquer sociedade desenvolvida tem uma justiça decente e não é seguramente o nosso caso.

Sr. ASC fica-lhe bem defender os amigos, se calahr eu também o faria, mas não deixa de estar errado, mas é apenas uma opinião.


De Nelson Vicente a 23 de Setembro de 2009 às 15:09
Bom dia António de Souza-Cardoso,

Achei muito curioso o seu post . Não me surpreende o entusiasmo , nem tão pouco a festa feita por todos os adeptos e sócios do Benfica. Não me surpreende porque penso que este ano têm razões para o fazer. A equipa joga bem, ganha, encanta e convence . Isto é simples! Justifica-se!

O que para mim já não é tão simples, são algumas afirmações que faz.

Logo à partida esta:

"O Benfica é o maior Clube do Mundo (julgo que se tem aproveitado mal, do ponto de vista comunicacional, esta grandiosa circunstância)."

Já considerou a possibilidade de essa circunstancia não ter sido aproveitada porque não é verídica ? O que define o maior na dimensão de um clube? O numero de sócio? O numero de adeptos? O numero de títulos ? Não entendo!

Bem sei que o Benfica entrou para o Guinness por ser o clube com mais sócios. No entanto, à que ter em conta que equipas como o Palmeiras ou o Corinthians têm 30 milhões de adeptos. Isto, clubes que não tinham sequer quotização de sócios. O Corinthians iniciou esse processo à 6 meses e nesse período fidelizou 100.000 sócios. Em 6 meses!!! Se não aproveitaram essa circunstancia, é bom que aproveitem, pois estes clubes brasileiros (existem mais) irão com toda a certeza suplantar esse recorde com a maior das facilidades.

O que define então o "maior" num clube. O numero de títulos ? Vamos aproveitar o ensejo para passar a outra afirmação.

"Se é o maior, o que tem mais valor, a história mais grandiosa, a mais relevante notoriedade nacional e internacional, tem também que ser o Melhor."

Nem sei o que dizer à cerca disto...

O Sr. tem noção que o Real Madrid, por exemplo, tem 9 (!!!) Ligas dos Campeões e 2 Taças UEFA? Já reparou que são tantas as estrelas a pôr em torno do símbolo que nem as põem?

Têm noção que o Bayern Munique têm 4 Ligas dos Campeões e 1 Taça UEFA?

Ou que o AC Milan tem 7 Ligas dos Campeões?

Penso que nem vale a pena expor mais exemplos. Onde foi o Sr. buscar essa ideia de terem a história mais grandiosa do mundo?

Para terminar, vou-lhe dizer o que penso sobre este tema de uma forma muito simples.

O Real Madrid é o Maior Clube do Mundo! Vou sustentar isto desta forma: Considerado em 2007 pela FIFA (atenção que não é o Guinness) o MAIOR CLUBE DO MUNDO DO SÉCULO XX.

Sabe como a FIFA chegou a esta conclusão? Somando os adeptos, com os troféus, com os sócios, com as vendas de merchandising , com os contratos publicitários e talvez também com a Tesouraria do clube.

Espero que respeite a minha opinião e principalmente, que não veja esta minha contestação como um argumento inócuo movido a clubite .... É uma constatação de realidade sustentada com factos, nada mais!

Saudações Desportivas


De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 15:47
Julgo que não compreendeu bem o que eu disse. o que eu disse foi que o Benfica era o maior Clube do Mundo - claro que em termos de nº de sócios e do record que atingiu no guiness. É precisamente por conhecer a realidade brasileira que acho que o Benfica deveria aproveitar melhor o momento que o Guiness ainda lhe dá de ser o Maior Clube do Mundo. No resto apenas comparei com Portugal - a Marca, a universalidade, etc. Mas não tenho rebuço em dizer que em termos globais é um dos Maiores do Mundo.


De MAFARRICO a 23 de Setembro de 2009 às 19:17
Caro NV
Isto é que vai por aqui uma azia!
Meu caro, para essa maleita aconselho água fervida, dizem que faz muito bem.
Ou talvez, preocupar-se com o seu clube e deixar o BENFICA em paz, OK?
BENFICA SEMPRE


De Nelson Vicente a 24 de Setembro de 2009 às 10:36
Oh Sr. Mafarrico,

Mas qual azia, qual que? Você e a azia e oos kompensans!

Eu chego aqui e faço um comentário elaborado, sustentado em factos e construtivo. Ou seja, um texto de lógica. O Sr. vem falar de azia? Vem falar em paz? Então um comentário de um tipo que não e tido nem achado no clube, num blog que nem é institucional perturba a paz de um clube da dimensão do Benfica? Não pode ser mais criativo? Vá lá ver o Noddy... pode ser que retire mais algumas ideias para os próximos comentários!


De MAFARRICO a 25 de Setembro de 2009 às 14:15
Snr NV.
Qual kompensan qual carapuça!, eu não falei em Kompensan que pelos vistos é o que o amigo tem na sua mesa de cabeceira, mas olhe que o CARBONATO SÓDICO DE DI-HIDRÓXIDO DE ALUMINIO, para sua informação, só combate a azía não consta que ajude nas dores de cotovelo.
Eu falei em água fervida, e lá diz o nosso sábio povo:
Para a azía água fervida ou terra fria.
BENFICA SEMPRE


De AXN a 23 de Setembro de 2009 às 12:51
Realmente tem feito..."TODA A DIFERENÇA".
E toda a gente a constata.
Até os nossos "borrados" rivais em permanente receio do crescimento da onda vermelha que assola o País!
Eu que até nem era simpatizante de LFV, mas que não me deixei levar pelas 'cantigas de BC, pergunto-me:
- Como seria se estivéssemos agora a discutir candidaturas a eleições ou se o vosso candidato tivesse sido eleito?


De aguia-da-amora a 23 de Setembro de 2009 às 14:11
Bc quiz livrar-se da borrada que foi toda a sua candidatura. A sua atitude é uma espéie de remorso.

Para aqui chegar foi duro e dificil, porque os sistemas e os apitos ainda andaram por aí.. é mais fácil a um Clube com os atributos do Benfica ser Melhor do que qualquer outro. Aparentemente sabemos que depois, na prática, não é tão linear. Até benfiquistas, e letrados, nunca quizeram perceber. Mas mais vale tarde que nunca.



De António de Souza-Cardoso a 23 de Setembro de 2009 às 15:49
Acho que a atitude do Bruno não traduz remorso, antes inteligência, desapego e paixão pelo Benfiuca


De opersidentedajunta a 23 de Setembro de 2009 às 14:20
é axn dás uma no cravo e outra na ferradura. No outro postal dizes uma coisa, neste fazes outra. Limita-te a enaltecer o Glorioso e deixa-te de merdas e de provocações foleiras de tempos idos que em nada contribuem para o engradecimento do clube. Ou caiu-te mal o almoço?
música tens tu muita mas tocas muito mal


De AXN a 24 de Setembro de 2009 às 00:25
persidentedajunta

Explica-te!
Não entendo onde queres chegar, mas terei todo o prazer em esclarecer as minhas posições.
Onde é que dou uma 'pancada' no cravo e outra na ferradura?!
Qual é o postal e o que nele digo, que contradiga neste comentário?!
Onde ou quem é que provoquei alguém do Benfica?!
Ainda devias andar a 'bailar' entre o esquerdo e o direito do teu pai, já eu era sócio do Benfica, habitual frequentador das AG do nosso clube e conhecedor da sua ENORME grandeza.
Limita-te nos teus comentários e deixa-te de dizer asneiras.


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds