Terça-feira, 18 de Novembro de 2008

Miguel Álvares Ribeiro em 18/11/08 | comentar | 39 comentários

 

 
Ver uma claque organizada, no apoio ao seu clube, pode ser um espectáculo grandioso, que acrescenta valor ao próprio espectáculo desportivo.
No entanto, infelizmente, as claques estão associadas aos piores momentos do desporto português.
As claques são uma das melhores demonstrações de como uma excelente ideia pode ser mal implementada, provocando mesmo efeitos desastrosos, contrários aos pretendidos e aos interesses das instituições que se pretende promover.
Quando pensamos nas claques, vêm-nos rapidamente à ideia as cenas mais lamentáveis no desporto, em vez da beleza do espectáculo que proporcionam no apoio ao seu clube.
Mesmo não falando dos desacatos e de outras situações mais graves que já provocaram, as imagens da escolta policial das claques para o interior dos recintos desportivos são deprimentes.
O comportamento dos grupos organizados com este cariz nos recintos desportivos introduziu um sentimento de insegurança que é, provavelmente, o principal responsável pela menor frequência deste tipo de eventos desportivos, sobretudo por parte dos jovens e das famílias.
O clubismo é um espaço de irracionalidade muito especial, mas as claques levam-nos a extremos totalmente inaceitáveis. Voluntária ou involuntariamente, confundem adversários com inimigos, criam ódios onde apenas devia existir competição e diferenças de opinião/clube, com tal procurando justificar comportamentos totalmente inaceitáveis.
Pela sua própria natureza e forma de organização, as claques escapam ao controlo dos próprios clubes que deviam servir.
Apesar disso, nestes dias a família benfiquista tem que estar triste, por ter permitido que um conjunto de malfeitores se tenha organizado e albergado sob o manto do benfiquismo.
 
PS - Embora pretendesse dar um maior destaque e profundidade ao comentário que se segue, a actualidade do que se passa em torno dos NN obrigou-me a remetê-lo para este post-scriptum.
Tenho assistido, com alguma tristeza, a um grande número de comentários desagradáveis e injustos, feitos por vários participantes no blog, sobre o Bruno Carvalho.
Antes da criação deste blog não conhecia pessoalmente o Bruno Carvalho e o incómodo que senti perante os seus primeiros posts fizeram mesmo com que lhe dedicasse um dos meus primeiros posts.
Compreendo que os seus comentários são frequentemente incómodos e mesmo pouco simpáticos mas, tal como também disse logo no post que já referi “Não duvido que parte substancial das principais linhas da sua argumentação sejam as que devem ser utilizadas pelos órgãos que definem a estratégia de actuação do Benfica”.
Apesar de nem sempre concordar com ele, não me passa pela cabeça pôr em dúvida o seu benfiquismo. Acho mesmo que a sua capacidade de análise e de visão estratégica são um precioso contributo para o debate de ideias sobre o Benfica, tarefa a que este blog se pretendeu devotar.
 




bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Claques

mais comentados
39 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds