Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

António de Souza-Cardoso em 10/06/09 | comentar

 

Custa-me sempre ver benfiquistas de boa formação defenderem, tenho a certeza que sem hipocrisia, posições que os factos e outras evidências implícitas, inequivocamente desmentem.

Tenho-me perguntado porquê?

É verdade que a primeira fundamentação deve ser procurada na transfiguração emocional que o futebol proporciona. E aí penso que não há nada a fazer.

Mas julgo que, logo a seguir, vem a propensão que nós demonstramos para aceitar tudo o que está institucionalizado. Os portugueses sentem-se, por exemplo, republicanos, não porque tenham escolhido algum dia entre monarquia ou república, ou sequer porque tenham pensado muito nisso (os que pensam nisso correm o risco de ter surpresas). Os portugueses sentem-se republicanos porque nasceram em república, ponto. Porque é esse o regime instituído ao qual sentem obrigação de aderir.

E este é um dos nossos problemas. Fomos educados por um Estado assistencialista a cujas instituições entregamos boa parte do nosso destino. Não sentimos o apelo da cidadania nem a responsabilidade da participação cívica.

No Benfica também é assim, sentimo-nos uma espécie de traidores quando por algum motivo exercemos a critica interna. É mais fácil chamar “portista ou papagaio” ao que critica o clube, do que reconhecer que a critica pode ter o sentido positivo da correcção e da mudança. Foi nesta subserviência institucional que sobreviveram durante largos anos alguns dos “Vale e Azevedos” que o Benfica tem promovido nas décadas mais recentes.

Factos são que o Benfica perdeu nos últimos 20-30 anos a hegemonia do futebol português. E não soube ainda reagir porque contemporiza de tal forma com a mediocridade que acha normal não passar do terceiro lugar há já quatro anos. Prefere aderir e defender irracionalmente o que está, do que admitir que o seu clube não é o melhor, como os factos infelizmente comprovam.

Vem tudo isto a propósito da chapelada dada pela actual direcção do Benfica no caso das próximas eleições.

Estou à vontade porque fui o primeiro a defender neste blog as eleições antecipadas. No seu devido tempo e com a única justificação que existia. Juntar um projecto à responsabilidade de o conduzir e coordenar na próxima época. Para não termos, uma vez mais, um Benfica adiado, onde a culpa morre sempre solteira.

A Direcção do Benfica e seus apaniguados defenderam-se na” sacrosantidade” dos Estatutos que há tantos anos propunham aquele mês eleitoral e que não deviam ser manipulados para servir os interesses do que quer que fosse (mesmo do Benfica, percebi então).

Com este pudor legalista a Direcção do Benfica tratou de despedir quem entendeu e de contratar quem considerou conveniente.

E agora que tudo está devidamente armadilhado, a Direcção do Benfica (com o aplauso dos mesmos apaniguados!!!) tira da cartola uma manobra que provoca a antecipação das eleições, pervertendo gravemente o espírito dos mesmos Estatutos que com tanta piedade defendia.

Ou, falando seriamente, alguém acha que a Direcção se demitiu para outra coisa que não para tornear habilidosamente os Estatutos, quando vê crescer as oposições internas?

Antes se tivesse demitido, como devia, pelo medíocre desempenho que tem tido que afundou o Benfica desportivamente e agora (não há milagres) até financeiramente.

Por isso é mais do que apropriado falar em “golpe de Estado” dos Estatutos. Ou porque, neste caso, os protagonistas são medíocres, meramente em “chapelada”.

Agora sim, é caso para dizer que caiu a máscara a uma Direcção que usa os mesmos métodos dos adversários que tanto condena. E que mostra um apego ao poder verdadeiramente insuportável para o desempenho que tem tido e para a responsabilidade que tem demonstrado.

Está na hora dos Benfiquistas acordarem e perceberem o carácter de quem os tem conduzido a este "esplendor" desportivo e de credibilidade em que infelizmente hoje vivemos.

 

António de Souza-Cardoso

 PS1. Como vaticinei no último post o caso Quique Flores prolongou-se vergonhosamente e mostrou do que (não) é capaz esta Direcção. Digam agora aos benfiquistas quanto custou esta novela de atirar pela borda fora o tal treinador da estabilidade e do sucesso? Se nada mudar, vaticino já a crucificação de Jesus a meio da época;

PS2. Rui Costa permanece calado. Julgo que se trata do “silêncio dos inocentes”.  Percebo que para o Rui, apesar de todos os destemperos, não seja fácil resistir ao parasitismo que o ainda Presidente do Benfica exerce sobre o seu nome e a sua glória. Mas valerá a pena?

 




69 comentários:
De antoniobarreto a 17 de Junho de 2009 às 20:40
Sublinha apenas um aspecto da questão. O "unanismismo" é tão prejudicial como o "bota-abaixismo". A crítica construtiva é sempre meritória e o repúdio aos críticos é contrabalançado pelo repúdio destes aos "do regime". Quanto a mim, não acredito em benfiquistas de fazem a apologia da gestão do Sr Pinto da Costa; as suspeições deram lugar a certezas. Nenhuma direcção do Benfica, conseguirá vitórias desportivas no futebol sénior enquanto continuar a descriminação das equipas de arbitragem relativamente ao Benfica; podem trazer o Káka, o Ronaldo, o Messi, o que quiserem.
Luis Filipe Vieira está a construir o Benfica do futuro; as vitórias chegarão, se a nossa democracia ganhar credibilidade.
Quanto às considerações que faz sobre a Monarquia, concordo plenamente, apesar de não me considerar monárquico. Esse debate tem que ser feito!

Cumprimentos,
António Barreto


De Filipe Santos a 12 de Junho de 2009 às 08:24
100% de acordo, quer os benfiquistas quer os portugueses sofrem de facto desse síndrome, o Poder é quase Divino e em situação alguma pode ser afrontado, pode ser criticado, comentado, mas afrontado isso não.



Hoje em dia alguém que não tivesse consciência ou não fosse vivo ou não estivesse atento à realidade benfiquista de há 10 anos atrás se ouvir falar no Anticristo " (Vale e Azevedo), chega à conclusão que foi um Sr. . que apoderou-se do Benfica pela força de armas ou coisa do género apoiado por alguma milícia .



E assim que a ONU ou o Governo impôs eleições livres acabou por perder com praticamente 100% dos votos apenas sendo votado por ele, a sua família mais os seus esbirros, nós sabemos que não foi assim.



Vale e Azevedo teve 40 e muitos por cento dos votos mas hoje em dia chego a uma conclusão, ou todo os que votaram nele deixaram de ser sócios, ou emigraram ou morreram!



É este o Benfica que temos este caso, o do Vale e Azevedo é o exemplo paradigmático da nossa falta de vontade ou capacidade de assumir a realidade e que tanto nos tem afastado da liderança em Portugal.



Saudações benfiquistas



Filipe Santos


De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 14:58
Sim, Filipe, foi isso o essencial da mensagem que quiz deixar.


De D!ss!dente a 12 de Junho de 2009 às 03:17
Em tempos de crise instala-se sempre um certo mal-estar propício a que imperem os discursos demagógicos (para não ir mais longe)... e o senhor parece-me mais um que embarca no aproveitamento da situação - a candidatura que tanto defende apenas se alimenta da insatisfação, por vezes insana e irracional, dos adeptos relativamente ao insucesso desportivo do nosso clube. Não vi até agora uma solução realista, uma ideia concreta, um projecto definido, um caminho proposto, vejo, isso sim, uma colagem a um modelo de sucesso que na, minha opinião, é assente em pressupostos duvidosos (os fins não justificam os meios são também palavras suas) e um destilar gratuito de veneno para acicatar as hostes.
Não me parece que a antecipação das eleições (apesar de não concordar com o método utilizado para tal) seja impeditiva que uma qualquer candidatura que já esteja devidamente pensada e consolidada há alguns meses (desde que cumpra os requisitos estatutários - votados e aprovados democraticamente pelos associados) naquelas participe. Querer ver nisto golpes palacianos ou preversão estatutária é centrar-se no acessório e fugir ao essencial que é: há ou não uma lista com capacidade para se submeter a escrutínio? Há ou não um projecto credível e alternativo para o benfica para além do "estes não prestam porque são feios, porcos e maus"? Se a resposta é afirmativa (e muito surpreso ficaria se assim o fosse) então onde está a "chapelada"?
ps- Defender acérrimamente monarquias e querer dar lições de democracia é no mínimo uma incoerência... enfim


De João a 13 de Junho de 2009 às 17:36
Este é um raciocínio de salazarentos agarrados ao poder.


De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 15:10
Incoerências vejo no seu texto. A começar pelo fim. Não defendi no meu post Monarquia nenhuma. Mas sim, sou monárquico por convição. Não existe nada de antitético entre Monarquia que é uma forma de regime e Democracia que é uma forma de governo. As Democracias mais evoluidas do Mundo são curiosamente Monarquias. E também os Países onde exitem maiores indices de bem estar - sete nos dez primeiros são monarquias (último Relatório da OCDE). Ou acha que a Espanha, a Inglaterra, a Dinamarca, a Belgica, a Australia, a Suécia, etc, etc, são ditaduras? E Cuba? e a China? e as Coreias? São Democracias?
Mas este Blog é de desporto e do nosso Benfica.
Claro que eu acho que as alternativas devem estar preparadas e estão. Mas isso não tira que o que esta Direcção vez foi uma preversão aos estatutos para antecipar uma eleição que antes (veja os meus posts anteriores) recusou. Julgo que o intuito mais próximo foi afastar José Veiga, mas o intuito geral foi escolher um mês de férias e dar menos tempo de preparação a uma oposição que sente a crescer todos os dias. Veja o que a maioria de notáveis benfiquisas diz sobre o assunto e medite melhor no que é coerente e no que não é


De Fernando Ramos a 11 de Junho de 2009 às 23:44
Vamos lá ver se entendi bem!!!!!!!!!!!!!!

Não queriam eleições antecipadas?

Agora são chapeladas?

Vejam lá se percebem que artigos destes não cheira a Benfica, cheira mais ao clube corrupto

E no dia 3 vamos lá ver se se calam de vez
porque gostem ou não do LFV ele vai ganhar, porque os Benfiquistas não andam a dormir, e foi o Vieira que tirou o Benfica da lama, ou já não se lembram?

Não se esqueçam que o Benfica não ganha, porque os corruptos vão minando o futebol Português, ou há mais algum clube a ganhar sem ser os corruptos?

Devem andar muito distraídos, e depois o Vieira é que é mau Presidente

No dia 3, veremos as ditas chapeladas!


De José Andrade a 12 de Junho de 2009 às 12:02
Vou responder às suas dúvidas:

Não queriam eleições antecipadas? Queriam, mas em Maio ou no princípio de Junho e marcadas com antecedência que permita a discussão de ideias.

Agora são chapeladas? São, do tipo que nem ao Vale lembrou...

porque gostem ou não do LFV ele vai ganhar, porque os Benfiquistas não andam a dormir, e foi o Vieira que tirou o Benfica da lama, ou já não se lembram? Claro que me lembro, já passaram 8 anos e só se fala disso. Penso que se LFV se mantiver mais 10 anos continuaremos a ouvir a mesma música... mas o passivo é só mais de 10 vezes superior ao de 2001...

Não se esqueçam que o Benfica não ganha, porque os corruptos vão minando o futebol Português, ou há mais algum clube a ganhar sem ser os corruptos? Não, mas os que não ganham ficam em 2º lugar, não em 3º ou 4º...

Se tiver mais questões, não hesite, não custa nada esclarecer, coisa que o seu amigo LFV não gosta nem sabe fazer.




De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 15:12
Sim queriamos eleições antecipadas na altura certa. Antes de preparar a próxima época ou não percebeu?
Os Benfiuistas têm de facto que optar se querem continuar este ciclo "magnifico" de terceiros e quartos lugares e de um lugar sempre subalterno na Europa.


De Redcristal a 11 de Junho de 2009 às 21:44
Caro Benfiquista

Por muito que critique esta atitude e até pode ser questionada a altura de o fazer, eu por vezes concordo com o seu ponto de vista , mas neste caso em concreto não.
A direcção não fez nada que alguns pseudo-candidatos não fizessem, mas como foi o LFVieira a fazer cai o carmo e a trindade.
Veremos o que os próximos tempos nos reservam......


ESTA OPOSIÇÃO É SOMENTE POR CAUSA DOS DIREITOS TELEVESIVOS DO GLORIOSO, KAKA ESTÁ AFLITA, OU ESTOU APENAS A IMAGINAR?


De Redcristal a 11 de Junho de 2009 às 21:36
Caro Benfiquista

Por muito que critique esta atitude e até pode ser questionada a altura de o fazer, eu por vezes concordo com o seu ponto de vista , mas neste caso em concreto não.
A direcção não fez nada que alguns pseudo-candidatos não fizessem, mas como foi o LFVieira a fazer cai o carmo e a trindade.
Veremos o que os próximos tempos nos reservam......


De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 15:15
Do Presidente do Clube e do Presidente da Assembleia espera-se correcção e independência e uma defesa intransigente do espirito dos estatutos. Acho graça que muitos comentadores só depois desta "manobra" descobriram que os Estatutos do Benfica (os tais que há 2 meses eram sagrados e nos quais ninguém podia mexer) deveriam ter a marcação do acto eleitoral para Abril Maio e não para Outubro.


De goleador a 11 de Junho de 2009 às 20:44
Quinta-feira, 11 de Junho de 2009
in
www.bolanatola.blogspot.com


No Benfica manda a Direcção e os sócios. Que tenham muitos baby's


O andarilho da "tecla avençada", Rui Santos, não foge à regra dos auto-legitimados abordadores das eleições no Benfica, nem à lógica do até aqui visto, lido e ouvido:
porrada na direcção do Benfica, porque não atendem às maquinações intelectualoides de pensantes da bola a soldo de quem melhor lhes paga.


Hoje, no Recócó, fala de legalidades estatutarias respeitadas mas, adianta (sabe-se lá porquê) que certo tipo de valores foram dispensados. Depois (em tecla livre) parte para a saraivada de asneiras a que os anti-benfiquistas e pasquins já nos habituaram.

Nenhuma inovação. Repete que Vieira é que manda, que se quer perpetuar, que é o interesse pessoal. Em suma mete nojo a "pressão alta" com que quer brindar os pagantes da sua avença.

Ainda gostaríamos de perguntar ao teclista por encomenda, quantos anos faltam a Vieira para ter tantos de presidencia como um vitalicio corrupto que anda por aí por interesses e praticas não valoradas, depois de ser empresario falido e qual a razão de "certos valores" não serem chamados à baila. Nem por ele, nem pela pasquinada que domina a CS, onde jornalistas levam porrada e consentem. Calam, depois de comerem.

O despeito e frustração é manifesto. Depois de Vilarinho gozar com eles na TVI, de Rui Costa dizer que vai apoiar Vieira e de não poderem adiantar mais do que já extrapolaram, pouco lhes resta para dizerem algo que um benfiquista possa acreditar. É tudo demasiado aldrabado e manipulado para ser crível. Que tenham muitos baby's....


De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 15:17
Se apoia o que Manuel Vilarinho disee na TVI está tudo dito a respeito da sua isenção e capacidade de análise.


De João a 11 de Junho de 2009 às 19:50
concordo com tudo o que você disse, não percebo como é que adeptos do Benfica ainda apoiam um presidente que em 4 anos não consegue ganhar nada de significativo..os benfiquistas habituaram-se ao medíocre que este presidente oferece..gostam muito de dizer que recuperou o Benfica financeiramente mas este ano já vamos com 18M de prejuízo construiu património á custa do endividamento do Benfica os próximos presidentes é que vão pagar isso, porque vai chegar a uma altura em que os custos da divida vão ser tão elevados que vamos ficar sufocados como o Sporting está actualmente..posto isto não sei quais foram os milagres que levam os benfiquistas a gostar tanto do LFV ..


De Lúcifer a 11 de Junho de 2009 às 16:52
Já agora, para que tenha a noçao das monstruosidades cometidas pelos monárquicos, aqui vai mais um excerto, com a devida vénia:

"Nuno Álvares Pereira, ao arrepio dos princípios da época, tomou o partido do Mestre de Avis. Depois de ter obtido largas promessas de terras, fartou-se de matar castelhanos e aguarda a santidade. É ele acusado de assassínio ou a lendária padeira de Aljubarrota? Os conjurados de 1640 mataram Miguel de Vasconcelos e ninguém lhes chama assassinos. O marquês de Pombal exterminou os Távoras e carrega tal labéu. Nem D. Miguel, sinistro mesmo para a época, depois de ter chacinado liberais e posto o país a ferro e fogo para usurpar o poder, é denominado assassino.
Os que odeiam Buíça e Alfredo Costa regozijam-se com D. Afonso Henriques a bater na mãe, rejubilam com o Mestre de Avis a ferir de morte o Conde Andeiro e exultam com os conjurados de 1640 e defenestrarem Miguel de Vasconcelos depois de o crivarem de balas.
Buíça e Alfredo Costa acataram provavelmente uma decisão da Carbonária para porem fim à ditadura de João Franco, evitarem as deportações em massa e libertarem os numerosos presos políticos. Não agiram por sectarismo ou vingança. Não merecem, pois, o anátema que o Estado Novo lançou sobre eles e que ainda persiste.
Não eram marginais sedentos de sangue, eram idealistas republicanos. Não eram assassinos, foram mártires da liberdade no culto dos valores de que foram arautos.
Os regicidas cumpriram o dever que a noção de patriotismo lhes impunha, nos tempos que eram, nas circunstâncias que foram, com a ditadura a legitimar a violência do acto. Foi com o Parlamento encerrado, por entre perseguições e arbitrariedades, com a liberdade cerceada e na iminência de deportações em massa, que os mártires, em nome da liberdade, imolaram as próprias vidas, sacrificando o rei e o príncipe herdeiro.
Se outro testemunho não houvesse para julgar a nobreza de carácter e a firmeza das convicções de quem tinha a História à espera de um acto difícil e heróico, bastaria um excerto da carta escrita por Manuel Buíça, em 28 de Janeiro, dois dias antes do regicídio, com a assinatura reconhecida pelo tabelião Motta, na Rua do Crucifixo, em Lisboa":

«(..) Meus filhos ficam pobríssimos; não tenho nada que lhes legar senão o meu nome e o respeito e compaixão pelos que sofrem. Peço que os eduquem nos princípios da liberdade, igualdade e fraternidade que eu comungo e por causa dos quaes ficarão, porventura, em breve, órphãos».

(Carlos Esperança - Coimbra, Dezembro de 2007)

Chega?. Se quiser mais também se arranja.


De Anónimo a 13 de Junho de 2009 às 01:26
Lucifer

O actual "rei", sem coroa,claro, vive ( o que muita gente nao sabe) do erario publico e, possivelmente, para alimentar as simpatias da "corte", deve dar guarida a certo tipo de "cortesaos" do tipo "tracinho no nome" porque e chic e se coaduna com a estirpe "real".

Quando vejo o simplorio do "D. Duarte" imagino logo o tipo dos "cortesaos" que o rodeia, principalmente, aqueles que pomposamente aplicam um tracinho (hifen) no nome.

Agora compreendo melhor porque ficou tao zangado e despeitado ao tal sr. ex-juiz (dizem)ao nao ser convidado para a Gala.

P.S. Grande licao de Historia levou o subdito de sua "magestade".

Parabens!


De António de Souza-Cardoso a 14 de Junho de 2009 às 15:34
Os Senhores de História não percebem nada. Sabe quem foi de facto o conde de Andeiro. Sabe porque Dom Afonso Henriques lutou contra a Mãe na Batalha de S. Mamede?
Sabe que no tempo de Dom Carlos estavamos numa Monarquia constitucional que até admitia no Parlamento o partido republicano (que por acaso tinha cerca de 7%)?
Sabe o que se seguiu na República com 18 anos de balbúrdia, anarquia e "ditaduras" que acaba na ditadura do Estado Novo, a da Segunda República.
Sabem o que são assassinos?
Sabem que majestade se escreve com j?
Julgo que não sabem nada disso. Leram talvez uma "espuma" comicieira sem qualquer base ou credibilidade histórica.


De James Lewis a 11 de Junho de 2009 às 16:45
Se ele falasse por si e esquecesse as folhinhas de papel sempre presentes no discurso do Sr. Presidente, a barraca seria maior. Onde está o improviso, a capacidade de pontualmente corrigir a gafe?

Não existe, o slb trabalha de forma formatada e pouco flexivel às mudanças do novo milénio (que já vai avançado)!

Já agora, obrigado pela inspiração ;o) (no meu último post, colei poucas, mas acertadas palavras da sua autoria!)

http://oneguyalone.tumblr.com


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds