Sábado, 4 de Outubro de 2008

António de Souza-Cardoso em 04/10/08 | comentar

 

Esta foi uma semana de sonho.

Não evidentemente pelo Porto ter sido humilhado por uma equipe que veste de vermelho e branco. E só não ter perdido pelo dobro dos golos que perdeu por manifesta infantilidade dos jogadores do Arsenal (até o treinador se ria…).

Não sou dos que se contenta com a desgraça alheia. A derrota dos outros só me interessa se o jogo for com o Benfica. Isto é, se eu puder comemorar legitimamente uma vitória.

Mas não deixa de confirmar aquilo que venho dizendo e que muitos portistas com notoriedade pública que andaram a falar de “queixinhas”, hoje já reconhecem, afirmando que algumas “das novas aquisições do Porto não tinham lugar na Sanjoanense”.

Digo e reafirmo que ao contrário do que é habitual o Porto fez uma transformação demasiado radical na estrutura da equipe, não só pela perda de influência de jogadores chave como José Bosingwa, Quaresma ou Paulo Assunção, mas principalmente com um protagonismo demasiado exagerado de aquisições cujo valor não é ainda claro e cujo entrosamento ainda não existe.

Para um plantel com este grau de novidade e de risco não podiam ter Jesualdo Ferreira, tinham mesmo que ter José Mourinho.

Como não têm Mourinho, o resultado está à vista e não me admirava que o Porto continuasse nesta angústia de voltar a agradar, com aumento da pressão sobre a equipe, influência negativa nos resultados e a saída do “mal amado” professor - o homem de que ninguém gosta e que, pelos vistos, também não gosta de ninguém.

Mas a minha paixão é o Benfica e depois do brilhante contra o Sporting que já se julgava invencível, tivemos na mesma semana a categórica exibição contra um Nápoles a fazer lembrar os tempos antigos. Um equipe que não é por acaso que vai em segundo no campeonato italiano e que tem uma “afficcion” e uma carismo do tamanho da grandeza e da história do Clube.

O “Novo Benfica” foi em alargada representação ao Estádio da Luz. Eu, o Bruno Carvalho, o Pedro Fonseca e o Miguel Álvares Ribeiro lá estávamos a representar o “Novo Benfica” e a testemunhar o muito de bom e de novo que há nesta equipa do Benfica.

Julgo que posso dizer em nome de todos que ficamos consoladinhos, com a autoridade de um miúdo chamado Sydnei, a energia transbordante de Yebda e a magia de Di Maria ou de Reyes que são sempre jogadores de quem se espera um golpe de génio.

O provavelmente prematuro dizermos que ganhamos para além de dois jogos decisivos uma equipe capaz de vencer o campeonato e lutar pelo titulo europeu. É ainda mais prematura dizer que, por um golpe de mágica o Benfica ganhou a organização que não teve nos últimos anos.

 

Mas a verdade é que é tudo mais promissor. Cada um faz o que tem que fazer. O Presidente preside, o Director desportivo dirige, o Treinador treina e os jogadores jogam (vêem como é fácil).

E também é verdade que independentemente de todos os apitos (e eu fui dos que os denunciei desde a primeira hora) o Benfica tem sempre melhores desempenhos quando se concentra naquilo que deve fazer que “jogar à bola”.

Venha agora o Leixões – actual líder do campeonato.

  

António de Souza-Cardoso

 

 


sinto-me: empolgado
música: We are de Champions
tags: ,


49 comentários:
De Tuna a 8 de Outubro de 2008 às 17:29
Dois grandes jogos, mas depois o velho Benfica voltou ao Estádio do Mar. Tuna


De António de Souza-Cardoso a 8 de Outubro de 2008 às 17:32
É verdade meu filho. Nada que o Quique não tivesse alertado. Julgo que ainda não ganhamos nada, nem sequer o estatuto de "novo Benfica". asc


De dsoliveira a 6 de Outubro de 2008 às 23:48
Li em tempos na bola, pela pena de sílvio cervan, um benfiquista do Norte, que os benfiquistas estavam muito satisfeitos porque os vermelhos ganharam aos azuis. A final da Liga dos Campeões dera a vitória ao Manchester, um clube que usa equipamento igual ao de clubes como o Braga. O Chelsea perdeu por um penalti falhado, como todos nos recordamos.

Julguei que se tratava de uma expressão de facciosismo doentio, um pouco atordoado pelo momento que se vivia na altura. O slb acabara de conquistar a 4ª posição na Liga, o que os colocava na última eliminatória de acesso à Taça UEFA. Tratava-se de um revés para a direcção benfiquista e de uma humilhação para a enorme mole humana que forma a massa associativa do maior clube do mundo.

Mas não se tratou de facciosismo doentio e passageiro.

Afinal, trata-se de um vício instalado em vários meios nortenhos que apoiam o Benfica e exercem a sua influência em órgãos de comunicação próximos do slb e em blogs identificados com o benfiquismo.

Não foi, por isso, com surpresa que li no seu blog uma nova alusão a “uma equipe que veste de vermelho e branco”, a propósito do facto de o Porto “ter sido humilhado” pela tal “equipe que veste de vermelho e branco”.

Não foi surpresa. Foi apenas mais uma decepção.

Acredite que não me serve de consolo que uma outra “equipe que veste de vermelho e branco”conseguiu hoje um milagroso empate contra outra “equipa que veste de vermelho e branco” mas que hoje vestiu só de branco.

Para finalizar, uma declaração de interesse: sou nortenho, portuense e portista. Sou tripeiro! Mas só isso.


De António de Souza-Cardoso a 8 de Outubro de 2008 às 09:54

Caro DSO

Julgo que leu mal o texto. O que eu digo é que não me satisfaço com isso. E realmente não. Ao contrário de uma grande parte de aficcionados do seu clube que gritam hinos insultuosos contra o Benfica, mesmo que este não esteja lá. Não me lembro de nenhum dos meus amigos portistas que não rejubile com uma derrota do Benfica numa competição internacional. Não sei se esta gente o surpreende ou decepciona. Eu não sou assim. Obrigado pela participação. asc






De DSO a 8 de Outubro de 2008 às 12:45
Estou de acordo consigo: há clubes cujo nome é frequentemente citado de forma insultuosa pelos adeptos de outros clubes, mesmo quando estão ausentes.

Tem que haver rivalidade, mas não é preciso que haja confrontação.

Os rivais não são necessariamente inimigos.

Não sei quem começou esta atitude. Mas, fosse quem fosse, neste caso não se pode falar de legítima defesa. O facto de um insultar, não confere ao outro legitimidade para insultar quem o insulta.

Mas confesso que não gosto de ouvir a expressão de alguns benfiquistas quando um clube que veste de vermelho e branco vence um clube que veste de azul. A sua citação - que não foi distraída nem ingénua - fez-me lembrar o pior do benfiquismo, ainda por cima no novo benfica.

Abraço



De António de Souza-Cardoso a 8 de Outubro de 2008 às 17:28
Caro DSO

Julgo que é um dos casos em que o que parece não é. asc


De Miguel a 5 de Outubro de 2008 às 23:58
Espero que tenha visto o jogo de hoje amigo antónio. :)


De António de Souza-Cardoso a 6 de Outubro de 2008 às 18:09
Parabens Miguel, bom jogo. Maas mntenho o que tenho dito. asc


De Miguel a 6 de Outubro de 2008 às 23:16
oh amigo antónio.. raios.. lá se foi a semana de sonho:)


De António de Souza-Cardoso a 8 de Outubro de 2008 às 09:54
As semanas acabam ao sábado ou ao Domigo consoante as culturas, meu Amigo


De Chefe a 4 de Outubro de 2008 às 23:20
O miudo não se chama Sydnei, chama-se Sidnei


De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:49
ok chefe.Obrigado pela correcção


De Terra Limpa a 4 de Outubro de 2008 às 23:07
Caro Souza-Cardoso

De facto foi um jogo para recordar.
Revi neste jogo outros jogos já realizados há muito tempo, por jogadores não menos talentosos, como os intervenientes neste contra o Nápoles.
No velho estádio da Luz, houve muitos como este.
Espero que na nova Catedral, os jogos passem a ser todos assim também.
Tal significa que o Benfica cresceu e contra tudo e contra todos se torna imparável.
Sem dizer muito mais do que isto, sempre direi que nos dois últimos jogos na Catedral:
-Vi
-Gostei
-Vibrei
-Acreditei

Na próxima segunda feira lá estarei no "Estádio do Mar" para apoiar a equipa.

Já agora só um reparo:
Esta semana desloquei-me às bilheteiras do Estádio da Luz para adquirir os bilhetes de ingresso para o jogo com o Leixões e qual não foi o meu espanto ao ser informado dos preços que o clube de Matosinhos disponibilizou para o Benfica . 40 e 60€.
De facto tais preços para um "estádio" daqueles não será um preço justo, mas sim especulação e oportunismo.
Especulação porque a relação preços qualidade de serviço não tem qualquer paridade.
Oportunismo porque o Benfica continua a ser o abono de família destes clubes que no dizer dos respectivos treinadores contra a nossa equipa deixam tudo em campo, comem a relva e fazem os jogos da vida deles.
Claro que consegui em Matosinhos os almejados bilhetes a um preço justo.
Quando as claques destes clubes acompanharem a sua equipa na deslocação ao nosso estádio, seria de lhe vender os bilhetes a 100€ cada, pois as condições comparadas entre um campo e um estádio nada tem de ver.
Seria o pagamento na mesma moeda.

Saudações Benfiquistas

EEBot.


De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:50
Concordo.Também paguei umafortuna no Estadio dos Arcos. Abraço.asc


De Paulo a 4 de Outubro de 2008 às 22:31
Está realmente a ser formada uma valorosa equipa de futebol. Que raio, deixem-nos estar eufóricos, ir ao café e dar uma palmada nas costas do nosso amigo sportinguista e com um sorriso de orelha a orelha perguntar-lhe - então, gostaste do recital? - Mandar mails para todos da lista com os vídeos dos golos e receber de volta as bocas do costume - já ganharam alguma coisa? - Caramba, há quantos anos não sentíamos esta enorme felicidade. Este não vai ser o nosso ano, vai ser o recomeço da Era vitoriosa. Seria importante contratar a título definitivo o Reyes e o Suazo, convencer o Katso a ficar, renovar e melhorar-lhe o contrato, é um jogador muito valioso e raro, vão ser com certeza pedras basilares na equipa, era importante não repetir erros do passado recente. Curiosamente um desses erros acabou por nos ser benéfico, com a fuga do Cebola Mole para o FCP abriu-se a porta para o enorme Reyes, que craque. E o Capitão, a marcar como gente grande, o Sidnei a defender como um homem crescido, e a marcar golos, o Maxi a rasgar-se todo, o Jorge Ribeiro, que golaço, os cruzamentos milimétricos do Carlos Martins, os pés de veludo do Aimar, o Ruben a pautar o jogo no meio campo, a força inesgotável do Yebda, as arrancadas estonteantes do Di Maria e ... todos, há alguém a falhar nesta equipa? Ninguém, o que entra do banco de suplentes vai acrescentar qualidade e golos, o que sai, sai esgotado e feliz por ser jogador do Benfica.
Nós sim, somos diferentes, sofremos anos a fio devido a erros clamorosos de presidentes incompetentes, a actos corruptos de adversários, que vê-se agora não cresceram de forma sustentada e honesta e rapidamente se vão esvaziar como um balão e repostos no seu devido lugar, a lutar por migalhas com os calimeros, mas sofremos com dignidade, quase em surdina porque sabíamos que o nosso nome era grande e um dia surgiria algo que nos restituísse o nosso valor, que nos fizesse renascer das cinzas. Esse "algo" tem um rosto e um nome: RUI COSTA! Eu quero estar eufórico!

Eu vou gritar bem alto. VIVA O BENFICA...!!!


De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:51
Viva meu Amigo. Gostei muito do seu comentário


De Benenoso a 4 de Outubro de 2008 às 21:49
O Benfiquismo do Norte é ainda mais forte!!!


De Manoel Barbosa a 5 de Outubro de 2008 às 23:56
É MUITO FORTE E ESPECIAL, o Benfiquismo no Norte !
E na cidade do Porto, ESPECIALÍSSIMO !


De António de Souza-Cardoso a 6 de Outubro de 2008 às 18:12
Se calhar é por não ser fácil ser benfiquista no Porto


De Manoel Barbosa a 6 de Outubro de 2008 às 19:47
Deve-se a muitos e diversificados factores, dentre os quais esse: "não ser fácil ser benfiquista no Porto".

Identidades. Cultura. Acérrima defesa, imposição e exibição dum "amor" distante. Etc.

Numa das vezes que representei o S.L.Benfica no aniversário da Casa do Benfica no Porto, um Benfiquista disse-me, no final do almoço, mais ou menos isto: "eu nunca viveria em Lisboa. Mas cada vitória no campeonato é como se vivesse no Estádio e o trouxesse para aqui".


De Arquivo Vivo a 4 de Outubro de 2008 às 21:26
Não me parece que o que esteja a falhar no porto sejam as aquisições.

Estas, legitimamente, têm o seu tempo de adaptação, veja-se o caso de Lisandro que só ao fim de 3 épocas
teve a sua de glória.

O que está a falhar no porto, são elementos fundamentais, como arbitros, fiscais de linha, observadores, dirigentes da liga e da federação, que
contribuiram de forma decisiva para os sujos triunfos
que compoem mais de 80% dos seus êxitos.

Como é possível, só pelos seus méritos, Jesualdos,
Pedros Emanueis, Brunos Alves e tantos afins, serem
tri-campeões? isto só para falar nos actuais.

Quando esta muleta começou a esbater o seu apoio,
veio ao de cima a verdadeira categoria dos orfaozinhos que vão para dentro de campo.

Só factores externos possibilitaram que um péssimo adjunto tenha sido bi-campeão.

Para comprovar o que digo, vamos ver o que vai dizer
o Tribunal de Gondomar, quando julgar o Nacional-Benfica, do tempo de Mourinho.


De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:53
Mesmo que essa teoria da conspiração seja plausivel, não me parece que nos devamos concentrar ai. Obrigado pela participação


De Arquivo Vivo a 6 de Outubro de 2008 às 11:56
Teoria da conspiração? pois...


De António de Souza-Cardoso a 6 de Outubro de 2008 às 18:13
Eu digo que ela é plausivel porque já a defendi publicamente muits vezes. Mas acho que há um tempo para tudo. Este é o tempo e jogar à bola. E o Benfica felizmente está melhor aí


De Arquivo Vivo a 7 de Outubro de 2008 às 08:55
Lamento discordar, mas o facto de, no futebol, nos começarmos a parecer connosco não é impeditivo de
esquecermos as sujeiras de que temos sido vítimas.

Enquanto o desporto em Portugal não for limpo, é sempre tempo de denunciarmos isso.

Este fim de semana foi mais um exemplo claro do que afirmo.

Ainda que não merecessemos mais do que aquilo que trouxemos, voltámos a ser vitimas de uma arbitragem
inqualificável, que permitiu agressões condicionantes de um desempenho normal da equipa, e no lance do nosso golo, ficou um penalty por marcar.

Como todos sabemos nos penaltys não há lei da vantagem e se a bola não tivesse entrado?

O que se passou em Alvalade, é igualmente preocupante, Quantos sumarissimos vão ser aplicados?

Pois é, Meu Amigo, não poderemos ficar calados e ainda mais agora que o nosso desempenho futebolistico é de molde a dissipar as torpes insinuações, por parte de corruptos e lacaios, de que
são desculpas de quem não ganha.

Não esqueça que foi a nossa permissividade que os conduziu aos lugares onde estão.


De Miguel a 8 de Outubro de 2008 às 18:17
Este sr. arquivo vivo é de facto uma pessoa doente.

Fala do Pedro Emanuel, quero só relembrar-lhe que o Pedro Emanuel foi campeão no Boavista.

Fala do bruno Alves, assim como antes falavam do Pepe. Escreva isto que lhe vou dizer. O Próximo jogador 20 milhões ou mais do FCP é o Bruno Alves.

Mas o mais brilhante é conseguirem ver uma "roubalheira" no jogo do leixões. A dez minutos do fim do jogo existe um penalti claro para o Leixões que não foi marcado e esta gente ainda tem a lata de criticar. Não há quem aguente realmente. Engraçado falarem do caso reyes, e uma expulsão cedo no jogo a favor, é que passou-se o mesmo no caso Luisão mas aí ninguém falou.. típico dos fundamentalistas/cegos.

Mas a moda agora são os sumaríssimos. Um colega do meu emprego, benfiquista claro, consegui ver 3 agressões de jogadores do FCp. O tomas costa, pobre coitado, fez duas faltas e já pedem sumaríssimos. O nuno gomes agrediu o sapunaru, agrediu um jogador do paços de ferreira, agrediu um jogador do nápoles e ninguém fala? Eu só pergunto, esta gente que jogos é que vê? O desespero será assim tão grande? Até o paulo bento disse que ganhamos bem, não entendo.


De AXN a 4 de Outubro de 2008 às 19:46
A S-C

Estamos a despertar da longuissíma hibernação em que caimos - por culpas próprias (o Inverno damasiano e os furacões valesianos) e por culpa de um famigerado - ainda em vigor, mas felizmente colocado a nú - Regime Jurídico das Federações, que permitiu, a gente sem escrúpulos - por todos nós conhecida - a minar e dominar o futebol nacional.
Com a nossa força e confiança, com o nosso incondicional apoio, vamos ajudar a equipa a conseguir os seus objectivos - VENCER!




De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:54
Concordo AXN, abraço.asc


De Diihh a 4 de Outubro de 2008 às 19:36
ADORO O BENFICA!!



De António de Souza-Cardoso a 5 de Outubro de 2008 às 21:54
Eu também....


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds