Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Júlio Machado Vaz em 05/06/08 | comentar

Durante o namoro – curto… - manteve-se clandestino. Os fins-de-semana pertenciam-me por inteiro, dos cinemas do Arrábida às Pousadas de Portugal exibia sorriso doce e disponibilidade total, o “decide tu, princesa” resumia o nosso viver. Não sou de falar acerca da minha intimidade, mas digo que as noites começavam cedo, acabavam tarde e repousavam mais o espírito do que o corpo… Rendi-me à evidência – o príncipe encantado existia, encontrara-o num Sábado como tantos outros numa discoteca de música latino-americana, quando se inclinara à minha frente e pedira a honra de uma salsa. E como dançava bem, o maroto! Mas eu já vivera o suficiente para saber que o desejo nem sempre resiste à palavra, pedi ao Acaso – não gosto de meter Deus nestas alhadas… - que me poupasse a homem casado clandestino, engatatão profissional ou bronco irrecuperável. Dançou calado e fiquei-lhe grata, para mim a música é para  saborear em pleno, sem conversa de circunstância. Devolveu-me à mesa ainda em silêncio e assim imaginei que partisse. Até lhe ouvir o sussurro, “sento-me?”. Senti um arrepio premonitório, acenei que sim. Foi o tiro de partida…
Eis-nos aqui chegados: marido e mulher, apartamento espaçoso na periferia, dois bons empregos, famílias que parecem compatíveis, o humor não desapareceu, o sexo como nunca o imaginara também não. Acontece que vivemos a três! (Não, não casei de penalti…). Do nada surgiu concorrência inesperada e fortíssima, um clube de futebol, mais propriamente o Benfica. Devo dizer que a minha primeira reacção foi de simples e incauta surpresa, é um tripeiro religioso, de onde lhe vinha o amor pelos apaniguados da águia Vitória? De uma espécie de epifania. Em criança tropeçara com Eusébio num restaurante e o Rei – ele trata-o assim, à revelia do senhor D.Duarte! – fez-lhe uma festa no cabelo e perguntou se era do Benfica, a resposta pareceu-lhe evidente, a ele, que hesitava entre o Salgueiral e o Boavista para contrariar o irmão, portista dos quatro costados. Como eu, de resto, por bairrismo e não grande entusiasmo pelo jogo, vinte e dois homens a correrem atrás de uma bola e mais uns milhares a insultarem a mãe do homem de negro não têm o condão de me encantar.
Mas o amor é feito de desacordos negociados e ultrapassados, afinal eu também embirrava com a sua paixão por carros em miniatura aos quais era proibido limpar o pó e ele sofria com a minha intransigência em manter jantares só de mulheres na última sexta de cada mês, não seria o futebol a assassinar a paixão. Pensava eu…
Casámos no início do Verão, partimos em lua-de-mel para o Cantábrico e espreguiçava-me eu, acariciando a hipótese de lhe desafiar o desejo ainda uma vez, quando o ouvi murmurar, íntimo, para o computador no colo – “O Santos é bom homem, mas devíamos tê-lo empandeirado”. Fiquei satisfeita, confesso. Porque me agradava saber o meu homem um chefe de empresa de coração sensível, por mim estava de acordo com a decisão, o tal Santos merecia uma nova oportunidade, a competência adquire-se, a boa índole não. Dirigi-me ao quarto de banho e foi impossível não ver o que o computador expunha e me colheu de surpresa – ele não pensava em voz alta apoiado no mail de um colaborador e sim na primeira página de A Bola! Abriam-se as portas do Inferno?.
O Benfica marcava passo e chegou Camacho, o entusiasmo lá em casa foi de curta duração, aparentemente o homem tinha mudado. Como os nossos fins-de-semana, obedientes aos horários dos jogos da equipa. Era preciso jantar primeiro ou depois, manter um silêncio religioso durante o jogo e no entanto estar pronta para apoiar – o desacordo estava fora de causa… - as exclamações de desagrado, quando não o belo vernáculo portuense, na minha opinião desperdiçado com lisboetas. Mesmo se as coisas corriam bem, as “papoilas saltitantes” davam-nos o braço, ele levantava os seus como se tivesse ganho sozinho e abria um sorriso acompanhado de ordem castelhana: “Cariño, hay que salír a comer!”. Aconteceu pouco. E Camacho perdeu a paciência antes de mim e pôs-se a andar. Avançou o  querido Chalanix, mas a depressão futebolística instalara-se, enfiado no sofá rosnava que para jogarem assim também ele os treinava, elaborou uma complicada teoria da cabala que envolvia mau ambiente no balneário, a situação incómoda de Rui Costa – tem um ar fino, o rapaz! – e falta generalizada de pernas. Um calvário que desaguou num raio de esperança quando o campeonato chegou ao fim.
Santa ingenuidade, a minha! Agora vive a semana toda, e não apenas o seu fim, dependente do que apelida de novela das contratações: “Este é caro”, “A custo zero? Quando a esmola é grande o pobre desconfia”, “Substituir o Ruizinho? Era bom, era!”. Para cúmulo descobri que os juniores, os juvenis e os iniciados também o interessam, ao Domingo de manhã sai desarvorado e volta sonhador – “Aquele puto, daqui a uns anos…”.
Apetece-me citar o Albarran: o horror, a tragédia… Que vou fazer de mim? De nós? Não me quero precipitar, mas a situação exige medidas cuidadosamente reflectidas. Por agora tenho apenas o diagnóstico do mal e o primeiro passo é admiti-lo com dignidade e coragem – casei com um lampião furioso!:(.




32 comentários:
De BL a 17 de Junho de 2008 às 14:15
Belo post! Continue :)

Saudações vermelhas


De Teresa Alves a 8 de Junho de 2008 às 04:58
CASOU COM UM LAMPIÃO FURIOSO? SORTE A DELA! POIS EU JUNTEI ESCOVAS DE DENTES COM UM DESINTERESSADO DO FUTEBOL - DEVIA TER DESCONFIADO: NÃO SÓ NÃO ERA DESINTERESSADO, COMO ME SAÍU LAGARTO FERVOROSO! MAS, ENFIM, CIVILIZADO .... CÁ EM CASA SEGUEM-SE AS REGRAS DA SÃ CONVIVÊNCIA DESPORTIVA, QUEBRADAS APENAS PELO MEU FILHO, O MAIS FACCIOSO DOS ADEPTOS BENFIQUISTAS QUE CONHEÇO, A QUEM DEVO TER EXAGERADO NA TRANSMISSÃO DA FÉ BENFIQUISTA ... ASSISTIR AUM BENFICA-SPORTING CÁ EM CASA É UM MOMENTO ALTO, COMO DEVEM CALCULAR. COMEÇA-SE POR OLHAR COM ALGUM DISTANCIAMENTO PARA O JOGO, TECEM-SE AGUNS COMENTÁRIOS DE FINO RECORTE A PROPÓSITO DO ADVERSÁRIO, TIPO "ESTE VELOSO AINDA TEM QUE COMER MUITA BROA P'RA CHEGAR AOS CALCANHARES DO PAIZINHO...", ATÉ QUE O RAPAZ, DIVIDIDO ENTRE O FERVOR BENFIQUISTA E AS REGRAS DE CONTENÇAO QUE LHE PREGUEI DURANTE ANOS, DEIXA QUE LHE SALTE A TAMPA, E AO PRIMEIRO FALHANÇO DO LIEDSON, LARGA UM "INCHEM PORCOS!" E O CALDO ENTORNA-SE...
RESTA A CONSOLAÇAO DE ESTARMOS TODOS DO MESMO LADO QUANDO A CONTENDA ENVOLVE ÁGUIAS E DRAGÕES. E AÍ, O MEU FILHO, SEM TER
QUE SE PREOCUPAR COM SUSCEPTIBILIDADES, ABRE O LIVRO E A TUDO O O QUE TEM NOME NÃO PÕE ALCUNHA. UM DESTES DIAS AINDA VOS CONTO ....
DE QUALQUER MODO, ESSE CASAMENTO NÃO PARECE ESTAR EM PERIGO. A PROXIMA ÉPOCA, COM O QUIQUE FLORES, PERMITE TER ESPERANÇA EM DIAS MELHORES. HAVERÁ CERTAMENTE MUITAS OCASIÕES PARA CELEBRAR. E UM(A) BENFIQUISTA SATISFEITO(A) É DANADO(A) PARA FESTEJAR, ISSO VOS GARANTO EU!


De FM a 6 de Junho de 2008 às 15:42
Boas tardes

Para começar convém dizer que me habituei a conhecê-lo
de outras escritas , e a ouvi-lo pois claro de outras tertulias
em que a paixão também é" bola ao centro"

No futebol é sempre díficíl meter a racionalidade na paixão e na ânsia de sermos também nós vencedores , somos levados em ondas de emoção aqui ou acolá descontroladas.

Parece-me que uma aragem de competência e profissionalismo começa a ser desenhada no meu , seu
e nosso Benfica ,vamos por isso mesmo acreditar mais ainda que o caminho de ganhar mais vezes está a ser desbravado .


De António a 6 de Junho de 2008 às 14:56
É assim a vida sofredora de alguém que nasce no seio de um ambiente fervoroso de um(a) familia ou qualquer membro mais encarnado... é o nosso opio para os tempos livres, que acaba por nos consumir pela vida fora, qual bichinho que vai tecendo uma alma sofrega de sentido e emoção...
Fiquei apaixonado pela escrita simples e pela maneira descritiva como relatou e resumiu uma linda história de encantar...

http://bem-me-quer-benfica.blogspot.com/

antlpereira@gmail.com


De rui santos a 6 de Junho de 2008 às 10:27
APITO ENCARNADO
Liga. O processo 'Apito Final' ainda não está fechado. A Comissão Disciplinar da Liga de Clubes deixou em suspenso dois processos e aguarda agora as conclusões do inquérito que a Procuradoria-Geral da República instaurou tendo como base o 'dossier' 'Apito Encarnado'

Liga de Clubes ainda aguarda mais dados da PGR

O "Apito Final" ainda não acabou. A Comissão Disciplinar da Liga de Clubes tem dois processos suspensos aguardando os resultados de um inquérito aberto pelo procurador-geral da República com base no dossier "Apito Encarnado". O documento tornado público em Agosto de 2007, foi entregue à PGR (e também à Liga, Federação e Polícia Judiciária) e pode colocar o Benfica sob a alçada da justiça desportiva no âmbito do processo "Apito Final". Alegadamente elaborado "por um conjunto de funcionários de investigação" da Polícia Judiciária, o dossier denuncia uma suposta dualidade de critérios da investigação do processo "Apito Dourado", e refere "factos" a que " por esquecimento não terá sido dado o devido tratamento". Algumas das denúncias dizem respeito à época 2004/2005, ano em que o Benfica conquistou o campeonato. "Reuniões secretas entre Luís Filipe Vieira e José Veiga com dirigentes da arbitragem" , "reuniões num restaurante de Penafiel entre José Veiga e vários árbitros e árbitros assistentes", "reuniões entre o dr. João Rodrigues com o sr. Pinto de Sousa num hotel de Lisboa" , " a promessa da contratação de um jogador do Estoril antes do "famoso" jogo Estoril-Benfica, no Algarve", são algumas das denúncias feitas no documento anónimo que mereceu a Pinto Monteiro, no entanto, a decisão de abrir um processo de inquérito.

Onde está aqui presente a honradez e os principios tão altruistas dessa vossa dita grande instituição?


De Pedro Fonseca a 6 de Junho de 2008 às 01:04
Caro Júlio Machado Vaz

O seu post reflecte bem o sentir de todos os benfiquistas que vivem nessa bela cidade do Porto. E reforçam ainda mais a minha admiração por todos aqueles que sofrem pelo nosso Glorioso, numa região em que a intolerância e a coacção são bem visíveis e audíveis por parte dos nossos adversários (ou serão inimigos?)! Eu que por razões profissionais me desloco frequentemente ao Porto, sinto no ar uma hostilidade permanente a todos aqueles que "tem na alma a chama imensa". Mas vós, acredito que não irão desistir de gritar, pular, vociferar, chorar de alegria ou tristeza com a vida e o pulsar no nosso Glorioso Benfica. Bem haja, bem hajam!!!

Parabéns pelo blog e qualidade dos bloggers.

VIVA O BENFICA


De Anónimo a 6 de Junho de 2008 às 00:41
Nem os Poetas escrevem assim. Parabéns. Isto é só um cheirinho de algúem que escreve e fala maravilhosamente.

Um obrigado
dum ''oubinte'' da rádio Antena 1.



De odetecoelho@gmail.com a 6 de Junho de 2008 às 00:05
O post está delicioso!
Sendo escrito por quem é, não é de admirar.

Parabéns aos bloggers por este espaço de tertúlia benfiquista.
Viva O GLORIOSO! Sempre!

Odete Coelho


De Vítor Costeira a 5 de Junho de 2008 às 22:56
Um casal, uma casa, um casamento, amor e... futebol! Independentemente da cor do blogue, que é a minha, também, acho que virei mais vezes a este ponto de encontro para entender melhor a vida e ler sobre ela, falando, paralelamente, de... bola!!!
Parabéns e longa vida! (ao blogue e ao casal, evidentemente!)


De Jorge a 5 de Junho de 2008 às 22:47
Comfesso que cheguei a ver algumas vezes o senhor na tvnorte e pensava cá para mim que seia mais um daqueles portistas doentes, só desde á pouco tempo a esta parte é que tenho conhecimento que não, mas sim que faz parte desta grande familia BENFIQUITA, e quer saber uma coisa?
Se ante era uma pessoa por quem não nutria nenhum apreço, nenhuma simpatia, não é que agora ggosto de ouvir os seus comentários!!!!!!!!!


De GOSMA a 5 de Junho de 2008 às 22:59
Ó JORGE EU NÃO ME QUERO METER NISSO. MAS É SÓ PRA TE DIZER QUE "CONFESSO" É COM "N" E NÃO COM "M" E "GGOSTO" É SÓ COM UM "G".


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds