Sábado, 18 de Dezembro de 2010

Miguel Álvares Ribeiro em 18/12/10 | comentar

 

Em função de algumas exibições num passado recente, o sentimento dos adeptos do Benfica no jogo contra o Rio Ave não era de grande confiança, como seria de esperar em condições normais. A entrada de Sidnei para substituir o lesionado Luisão e a inesperada ausência dos convocados de Carlos Martins não contribuía para aumentar os índices de confiança.

 

Mas o Benfica pressionante e dominador voltou e aos 8 minutos já vencia por 2-0, com golos de Aimar e Saviola (a quem já havia sido anulado um golo por fora de jogo). O Benfica abrandou então o ritmo do jogo, mas dominava o jogo e criava as principais oportunidades de golo. Nos últimos cinco minutos  o Rio Ave cresceu e criou algumas jogadas de perigo, marcando mesmo um golo por João Tomás.

 

No reinício voltou o Benfica que todos queremos ver e em 17 minutos marcava mais dois golos, por Saviola e Salvio que teve hoje uma excelente exibição e papel fundamental nos dois golos. Mais uma vez os critérios de arbitragem nos desfavoreceram e num lance normal o árbitro marcou um penalty inexistente contra o Benfica, que João Tomás converteu no segundo golo do Rio Ave. Mas novamente Salvio, com brilhantismo, aproveitou uma bola despachada pela defesa do Rio Ave para executar, da entrada da área e de cabeça, um extraordinário chapéu ao guarda redes adversário.

 

Continua assim, como disse o José Esteves de Aguiar, a missão possível, sobretudo se forças estranhas não conseguirem continuar a proporcionar diferentes condições aos diversos clubes.

 

As vitórias e boas exibições nos últimos jogos, bem como a progressiva integração de alguns reforços (particularmente Salvio e Gaitan)  só nos pode dar esperança para o futuro.

 

Força Benfica!




3 comentários:
De OBSERVADOR ATENTO a 21 de Dezembro de 2010 às 22:32

Caro Miguel,
A missão, em condições normais, é mesmo possível. O problema é que não é normal o seguinte dado estatístico, segundo João Querido Manha no jornal Record de hoje: Equipas de Pinto da Costa e Bartolomeu somam 12 penáltis em 14 jornadas, um terço do total da LIGA. Este artigo de opinião, todo ele muito interessante, deveria ser lido por todos os interessados no futebol português, já que é o primeiro que vejo abordar sem tabus as consequências (ou falta delas) do APITO DOURADO. Leiam e passem aos amigos, é preciso falar verdade sem medo. Uma grande chapelada para João Querido Manha.
Saudações benfiquistas


De Jose Barão das Neves a 21 de Dezembro de 2010 às 15:21
Pedro Fonseca já não escreve neste blog ?


De Miguel Álvares Ribeiro a 23 de Dezembro de 2010 às 13:00
Caro Jose Barão das Neves
Tanto quanto sei o Pedro continua escrever neste blog.
Um abraço


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds