Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

José Esteves de Aguiar em 02/12/10 | comentar

 

A questão que coloco tem a ver, essencialmente, com a política de contratações para o nosso Clube.

 

Gostaria de perceber a continuação da obsessão pelo mercado sul-americano – especialmente o argentino e o brasileiro – em detrimento de jogadores Portugueses ou oriundos de outros países europeus.

 

Posso estar enganado, mas cada vez me convenço mais de que a política de contratações do Benfica é crescentemente controlada pelo Stars Fund, em detrimento da SAD do nosso clube.

 

Como consequência desta situação, Jorge Jesus é “obrigado” a colocar em campo jogadores muito imaturos e com reduzidas provas dadas – mesmo nos seus países de origem – por vezes com resultados desportivos desastrosos, especialmente quando o grau de exigência do adversário ou a importância crucial de uma partida elevam substancialmente o nível de responsabilidade.

 

É sabido, além disso, que os jogadores sul-americanos têm tendência para demorarem uma ou duas épocas a adaptarem-se ao futebol europeu.

 

O problema não é a integração de um ou dois jogadores ao mesmo tempo mas quando – para se satisfazerem interesses de Fundos ou de agentes - são depositadas sobre os ombros de vários jogadores inexperientes responsabilidades muito superiores às que eles estariam preparados para assumir.

 

Coincidência, ou talvez não, os jogadores do Benfica que apresentam, actualmente, melhores índices de concentração, a par de garra e amor à camisola são dois Portugueses: Fábio Coentrão e Carlos Martins. É certo que não se trata de dois jogadores da formação do Benfica mas, dentro do campo, agem como se o fossem.

 

Aliás, sou de opinião de que a ambição do Stars Fund querer valorizar alguns dos “activos” existentes – leia-se jogadores novos e inexperientes – de forma demasiado célere, voltou o feitiço contra o feiticeiro.

 

A falta de aposta em jogadores mais experientes para alturas decisivas de jogos fundamentais redundou numa eliminação precoce da Liga dos Campeões, afinal a grande “montra” para exibição dos ditos jovens talentos.

 

O Benfica sai sem honra nem glória da edição da Champions desta época e, seguramente, os seus jogadores não saíram valorizados. Pior, para além do prejuízo financeiro, a imagem desportiva e institucional do Benfica sai prejudicada desta aventura europeia.

 

Resta-nos a Liga Europa? Esperemos que sim, pois falhar esse objectivo secundário seria mau demais para ser verdade.

 

No entanto, penso que nós Benfiquistas, sócios e não sócios, deveremos questionar seriamente quem manda no nosso Clube, porque não podemos deixá-lo vogar às ordens e conveniências dos agentes desportivos ou de quaisquer Fundos de jogadores e deixar assim sobrepor os interesses financeiros de quem, muitas vezes, nem tem nada que ver com o Benfica, aos muito mais elevados valores do prestígio e extraordinária história do Glorioso!

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            




13 comentários:
De Anónimo a 5 de Dezembro de 2010 às 10:47
Caro Zé. Inteiramente de acordo. Este tema de quem manda, que interesses são prioritários e quem beneficia, vem de longe.
O primeiro passo foi a criação das SAD, cujos primeiros objectivos foram o encaixe financeiro resultante da realização do capital social e a capacidade de endividamento daí resultante. Tudo isto com as circuntâncias a ajudarem.
Os critérios de aquisição e de venda de passes de jogadores, fundamentam-se cada vez menos nas necessidades desportivas de uma equipa de futebol. Infelizmente, reforço esta convicção todos os dias.
O caso do Ramires é elucidativo. Como o Benfica tinha apenas metade do passe e, a acreditar nos jornais, teria que vender o mesmo, no momento e nas condições, determinadas pelo "parceiro", detentor dos outros 50%. Dir-me-ão; é assim para todos. Isso é verdade, mas é mais para uns do que para outros.

Um abraço,

Luís Miguel T Melo


De Seneca a 3 de Dezembro de 2010 às 12:56
Enquanto isto, na neve, "os outros" massacram e mostram porque são A MELHOR EQUIPA DE PORTUGAL!


De iBenfiquista a 3 de Dezembro de 2010 às 22:44
Dois frangos escandalosos do guarda-redes, que foram dois autênticos passes ao avançado. Assim também eu faço golos. Na neve, na água, em qualquer lado.



De wessel25 a 2 de Dezembro de 2010 às 17:19
Boa tarde
Concordo plenamente com o seu post e venho por este meio dar lhe os parabéns por meter o dedo na ferida ...
O que me incomoda é que com tanto Betadine e Agua Oxigenada que temos nos nossos quadros de formação e nos nossos empréstimos pouco ou nada seja feito para debelar a mesma.
Urretaviscaya, Nelson Oliveira, André Carvalhas ou David Simão são apenas alguns exemplos de diamantes em bruto que tardamos em lapidar ...
Valha-nos a recuperação de jogadores como Coentrão, Martins e Amorim cujo mérito tem de ser dado ao Jorge Jesus e à estrutura do Benfica porém este é um caminho que tem de ser consistente e não intermitente sob pena dos nossos resultados desportivos serem irregulares e oscilantes ...
Saudações desportivas

P.S. - Mas já que se começou um trabalho com o Jara, Kardec, Sálvio ou Gaitan não se cometa o erro de se perder a paciencia ...


De José Esteves de Aguiar a 4 de Dezembro de 2010 às 20:37
Obrigado pelo seu comentário e pelo seu apoio! Realmente, uma das situações que me custa a aceitar é o facto de grandes jogadores da formação estarem a ser desaproveitados e não consigo perceber como Urreta - que ainda no ano passado e perante a ausência de Di Maria, "partiu" toda a defesa do Porto - não se encontra no plantel.
Um abraço.


De PAULO P. SANTOS a 2 de Dezembro de 2010 às 15:17
Concordo com tudo o que diz no seu Post. Permita-me só acrescentar ao Coentrão e ao Martins, tambem o Amorim. Jogador que acho tem alma de Benfiquista e que vejo como futuro grande Capitão, se entretanto nenhum iluminado o dispensar. Espero que o Presidente LFV cumpra o que prometeu á bem pouco tempo, quando dizia que na próxima época estariam vários jogadores da formação no plantel Benfiquista. Mesmo que não joguem muito, se o plantel é considerado dos melhores, então que aprendam com os melhores. E que o Treinador de então os coloque a jogar de vez em quando, mas não todos de uma vez, como é hábito nos treinadores Portugueses. Se queremos que um jovem evolua tem que ter quem o ajude a evoluir. Uma equipa experiente e então só um ou dois para serem ajudados.

Salvo a devidas dimensões, comparo os ultimos planteis do nosso Benfica, com a minha Académica, o outro clube do meu coração, pois sou de Coimbra. Quando deixou de ter jogadores formados no clube é todos os anos um luta imensa para se manter na divisão principal, com o nosso clube acontece algo parecido, sem colocar em causa o profissionalismo dos jogadores que fazem parte do plantel, ás vezes é preciso alma, raça e muito amor á camisola para se ganharem jogos mais dificeis. Tal como na Académica é preciso estar a par da história do clube, da mistica e querer absorvê-la. Sem isto nada feito. Só por si por vezes a qualidade não chega...mas é preciso querer fazer parte da história do clube e não fazer parte só da folha de ordenados ao fim do mês. Isto sem querer beliscar, como disse, o profissionalismo dos que fazem parte do plantel actual. Mas se fossem formados no clube, se fossem verdadeiros Benfiquistas desde pequeninos a vontade seria diferente, ou meso se houvesse mais jogadores formados no clube no plantel para mostrarem o seu amor ao clube. Peço desculpa por esta "utopia", mas penso que seria a solução. Não chega contratar jogadores jovens, ás carradas, de qualidade duvidosa quando os há de categoria identica nas camadas jovens e são emprestados. Uma equipa como o Benfica tem de ter uma equipa experiente todosos anos, para lutar em todas as frentes e para ser competitivo em todas as ncompetições. Veja-se a equipa do Arsenal, jovem joga bem, mas há quanto tempo nao ganha nada? Quando chega a hora da verdade fraqueja sempre.

Quanto aos jogadores vindos do Brasil e de lingua Hispano Americana, segundo o meu filhote de 8 anos a explicação é simples : tem a ver com a falta de cultura linguistica do nosso Treinador e o seu não reconhecimento. Brasileiro e Espanhol ainda consegue entender, agora outro idioma qualquer para ele seria uma desgraça e um quebra cabeças imenso.. pois é. Eu perante esta dedução sorrio e digo nim.


De José Esteves de Aguiar a 4 de Dezembro de 2010 às 22:08
Caro Paulo P. Santos,
Obrigado pelo seu comentário. Quando deixei o Rúben Amorim de fora do meu post, tal não reflecte menos apreço por ele, mas sim o facto de, no contexto em que escrevi, estar a referir-me a jogadores que, actualmente, revelam melhores índices de concentração. Ora, o Amorim esteve bastante tempo afastado da equipa e, por essa razão, não consegue ainda apresentar um nível competitivo como ele próprio gostaria de exibir.
Quanto ao restante do seu comentário, estou totalmente de acordo.
Um abraço.


De AXN a 2 de Dezembro de 2010 às 11:58
JEA

Meu caro, como em tudo na vida o 'capital', quem o promove e quem o serve!

A grande diferença entre o Glorioso e o clube do 'bando dos pintos' é que o 'padrinho' defende o clube e sabe que tem de vencer desportivamente, para poder aceder aos negócios, apoios e negociatas...a outros 'basta-lhes' acenar com a 'marca' e o apoio popular - por enquanto!


De MS a 2 de Dezembro de 2010 às 08:06
Em resposta a sua pergunta:
- quando o Benfica ganha quem manda e Luis Filipe Vieira
-quando perde, e Rui Costa, Jorge Jesus, Camacho, Fernando Santos, Jose Veiga ou outro qualquer.


De anónimo a 2 de Dezembro de 2010 às 14:40
Exemplo de Resposta de um burro.


De MS a 2 de Dezembro de 2010 às 16:59
Obrigado pelo exemplo que nos deixa. Não se martirize em demasia. Saudações .


De José Esteves de Aguiar a 4 de Dezembro de 2010 às 19:26
Caro MS:
Obrigado pela sua contribuição, embora eu não concorde totalmente consigo. Não me apercebo que LFV se coloque na posição confortável que descreve. No entanto, acho normal que ele cobre resultados ao JJ, se lhe "deu" os jogadores que o treinador pediu.
Um abraço.


De Ninja a 13 de Dezembro de 2010 às 18:08
Não deu todos. Huntelar é um exemplo....

MS tem razão, é muito fácil vislumbrar isso. Reparem na capa do jornal d' A Bola de ontem: "Finalmente Jesus assume responsabilidades." Resultado: a culpa já não morre solteira, e LFV não é o culpa.

REsta referir que este jornal sempre apoiou muito LFV. Chegou inclusive a dar a seguinte notícia: SAD do Benfica dá lucro de 16 milhões. Afinal quando se ia ler tinha dado prejuízo na mesma, mas menos 16 milhões que o ano transacto. Mas para quem só lê as gordas, fica o registo na retina.


Cumprimentos


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds