Segunda-feira, 8 de Março de 2010

Pedro Fonseca em 08/03/10 | comentar

O Benfica está a criar as condições para consolidar um projecto desportivo que seja ganhador nos próximos anos. A um mais que possível e provável título de campeão, este ano, o Glorioso prepara-se para juntar mais êxitos nos anos subsequentes.

 

A estrutura é forte, profissional, eficaz e solidária. A liderança do clube e da equipa técnica é carismática, competente, responsável e trabalhadora. A massa adepta, a maior do Mundo, garante apoio e receitas.
Tudo conjugado, é um Benfica forte e competitivo que os sócios, adeptos e simpatizantes vão poder ver nos próximos anos. Depois do ciclo dos anos 60, 70 e 80 (um pouco ainda de 90), o Benfica está a preparar o regresso à hegemonia do futebol português, pelo que a década que agora começou (2010-2020) vai ser marcada por uma esmagadora maioria de títulos do Benfica.
Nada acontece por acaso. Nenhum milagre foi conseguido. Nem um bambúrrio de sorte ocorreu para este resultado: trabalho, competência, visão, estratégia, génio – um pouco de tudo isto esteve na origem do “cockctail” do actual Benfica.
Custe a quem custar. Doa a quem doer. Tudo tem um rosto, uma liderança, um responsável. Domingos Soares Oliveira, Mário Dias, Manuel Vilarinho, Walter Marques, entre alguns outros, são personalidades incontornáveis no percurso desta última década.
Porém, o rosto principal da mudança, o líder que burilou a estratégia, definiu “timings” e prioridades, emprestou a sua credibilidade, fez a ruptura e assinalou o virar de página de um clube quase à beira do abismo, tem um nome: Luís Filipe Vieira.
Costuma dizer-se que Roma e Pavia não se fizeram num dia. Quando chegou ao Benfica, após Vilarinho ter, em boa hora, ganho as eleições a Vale e Azevedo, em 2000, Vieira encontrou um clube mergulhado no caos.
Assumindo a Presidência do clube em 2003, Luís Filipe Vieira fez a obra que se sabe e que se conhece. Utilizando a máxima de que uma casa (que estava a ruir) não se começa a construir pelo telhado, Vieira foi pelo único caminho possível para reerguer um clube histórico e ganhador: construiu sólidas fundações, que garantem agora um futuro de sucesso.
O caminho mais fácil seria começar a dedicar-se a 100% à área desportiva, sem certezas de êxito (o futebol é incerteza) e menosprezar a construção dos pilares do novo Benfica: o estádio, o equilíbrio das contas, a credibilidade junto da banca e dos fornecedores, o fortalecimento das modalidades, o aumento do nº de sócios, o apoio às Casas do Benfica, as novas infra-estruturas, a Benfica TV, a Fundação Benfica, etc.etc.etc.
Tudo isso foi feito e está feito. Chega agora em força o sucesso desportivo, solidamente sustentado, planificado, organizado. O ciclo que começa a nascer é por isso um ciclo desportivo virtuoso, que nos levará à vitória nos próximos anos.
Dentro daquilo que é a filosofia de gestão e planificação de Luís Filipe Vieira, os benfiquistas podem estar certos que o Presidente do Benfica, garantido que estará um ciclo de vários anos a ganhar títulos consecutivamente, passará para o próximo patamar: a conquista do título europeu. Para que também este objectivo seja atingido, o Benfica ainda precisa muito de Luís Filipe Vieira.



16 comentários:
De Anónimo a 10 de Março de 2010 às 18:42
Afinal, por onde anda o Sr. Bruno Carvalho.....Deve estar à espera de uma derrota...........
Jorge Santos


De Amadorjp a 9 de Março de 2010 às 23:42
Uma visão clara e lúcida do Benfica de hoje! Subscrevo tudo na integra, embora ache que as massivas vitórias desta década tenham de ser pensadas ano após ano.

Há que admitir que Rui Costa teve igualmente um papel fundamental neste plantel e claro, Jorge Jesus que fez um verdadeiro milagre, pondo estes jogadores a render muito mais.

Assim, acho que o Benfica, primeiro que tudo deverá observar o mercado e continuar a apostar no futuro e nos jogadores jovens como tem sido premissa. Valorizando-os e construindo assim rentáveis activos. Também devemos assegurar Jorge Jesus, pois um treinador assim, dificilmente resistirá aos convites de colossos do futebol que de certo já andam de olho nele.

www.cronicobenfica.blogspot.com


De Lúcifer a 9 de Março de 2010 às 18:54
O futebol é incerteza? Em Portugal? Lá continuam os do novo benfica a branquear os envelopes, cafézinhos, chocolatinhos, cafés com leite viagens ao Brasil e mais, que nao caberia aqui tao longa a lista de 30 anos de corrupçao do vosso verdadeiro presidente, o tal das carolinas, dos calores da noite, das bufas disfarçadas com charutos, do é sempre em frente, é sempre em frente.


De Manuel Martins a 9 de Março de 2010 às 09:05
Caro Pedro,

LFV chegou ao Benfica em 2001.


De Ruy Menezes a 9 de Março de 2010 às 12:00
Sr. Manuel Martins:

Se a memória não me falha, Luis Filipe Vieira é presidente do Glorioso apenas desde Novembro de 2002!

Se li bem, Pedro Fonseca referiu o ano em que LFV assumiu os destinos do Clube, e não quando lá chegou!

Cumprimentos,

Ruy Menezes



De João Tomaz a 9 de Março de 2010 às 00:27
Excelente post!


De O GLORIOSO a 8 de Março de 2010 às 21:30
Já há muito que não vinha ao Blog e diga-se está muito melhor, mais vivo, mais Benfiquista e principalmente sem o sr. Carvalho (aonde anda com pesadelos com o Saviola).
Pedro concordo com quase tudo de facto o trabalho feito é de modo a voltar ao dominio desportivo real do país e isto sem Fruta, Café com Leite como outros.
No entanto pelo grande merito do presidente que é mais do que evidente não podemos esconder que finalmente acertou naquilo que tinha sido a sua pedra: a gestão do Futebol.
Finalmente percebeu que a tinha de entregar a quem conhecia da materia, intrometer-se pouco, falar pouco e certeiro, apoiar e ser um verdadeiro presidente nas nossas casas. Tudo isto foi conseguido e os resultados estão há vista com Rui Costa (o seu sucessor não tenho duvidas) e uma estrutura forte e capaz.
Mas tudo isto foi mais do que tudo merito do nosso Jesus que fez aquilo que era impensavel: fazer em 6 meses o nosso Glorioso a melhor equipa Portuguesa e mesmo das melhores da Europa (não tenho duvidas).
Jesus foi a melhor aquisição dos ultimos 15 anos e eu que até era um pouco contra (tinha dividas que aguenta-se a pressão do maior clube do mundo)hoje estou mais que rendido e digo é ele o treinador que sempre quis ver na equipa, não o trocava por ninguém fosse ele Lo Specialle, Capello, Lippi, Wenger, etc.
Assim vamos apoiar nestas finais que faltam até porque dia 28 acabará tudo e poderemos encomendar as faixas.


De João Figueiredo a 8 de Março de 2010 às 18:04
Caro Pedro Fonseca,

Sobre a competência ou não de Luís Filipe Vieira, já muito comentei neste blogue e não vou voltar ao assunto. É verdade que Roma e Pavia não se fizeram num dia, mas também é verdade que, até esta época, o Benfica andou (desportivamente) à-deriva.

Tal como o Pedro, também quero acreditar que o Benfica entrou num ciclo de vitórias e que a(s) próxima(s) década(s) vai/vão ser muito risonha(s). Contudo, não posso esquecer que, para termos esta equipa, o Benfica ficou com um endividamento brutal e que vai, com toda a certeza, ter de vender um ou mais jogadores, no final da época. Desses jogadores, muito se tem falado do David Luiz, Cardozo e Di Maria, entre outros.

Ora, para mantermos uma equipa competitiva e ganhadora ao longo dos próximos anos, não podemos cometer o erro que foi feito da última vez que fomos campeões, nem aquilo que o FC Porto tem feito, nos últimos anos, isto é, vender 2 ou 3 jogadores de posições cruciais, em cada época, e reconstruir uma base nova.

Esta vai ser uma questão crucial na preparação da próxima época - a questão financeira sobre a questão desportiva.


De Ruy Menezes a 9 de Março de 2010 às 12:19
Sr. João Figueiredo:

Em que mundo vive o Senhor? Será que o Glorioso anda à deriva apenas desde que LFV assumiu os destinos do SLB? Então não é desde há mais de vinte anos? Pelo menos, e se não estou enganado, o FC dos corruptos domina o futebol português há mais de duas décadas!

Estou convencido de que, como benfiquista que é, me irá responder, mais ou menos assim: É verdade, mas em grande parte à custa da "negra e longa noite" que enlutou vergonhosamente o desporto português durante anos e anos!...

Se assim o responder, ou pensar, como espero, há-de certamente, penso eu, reconhecer que nos últimos anos não houve neste miserável país de corruptos quem, como LFV, tenha chamado tão vernaculamente "os bois pelos nomes", qual João Baptista a pregar no deserto, neste deserto de honra e dignidade chamado Portugal, à custa, sim, à custa, do seu bem-estar e o da sua amada família!

Estou certo de que não precisarei de lhe pedir o favor de reconhecer isso!

Um abraço

Ruy Menezes




De João Figueiredo a 9 de Março de 2010 às 15:30
Caro Ruy Menezes,

É verdade que o Benfica anda desportivamente à deriva há muito tempo, ainda antes do Luís Filipe Vieira (LFV) chegar. Mas era dele que se falava no post do Pedro Fonseca e, limitei-me a dar a minha opinião, que volto a enfatizar: LFV conseguiu dar, de novo, vida ao clube e reerguê-lo, do ponto de vista, patrimonial e financeiro, mas, no que concerne, a parte desportiva, mais concretamente o futebol, só nesta época (e curiosamente, desde optou por uma imagem mais discreta) é que temos tido alegrias.

Quanto à saída dos jogadores, claro que é inevitável. O nosso futebol vive das "exportações" de jogadores. O que eu chamei à atenção foi para o facto de não cairmos no erro de deixarmos sair vários jogadores cruciais, já que estariamos a desconfigurar a equipa (foi o que fizemos da última vez que o SLB foi campeão e é aquilo que o FC Porto tem feito, com os resultados que temos visto).

Por fim, o "endividamento brutal". Sim, é brutal. São 340 milhões de euros! Mais do que FC Porto e Sporting juntos! É verdade que o Benfica tem muito mais mercado do que os dois rivais e que terá, talvez, mais facilidade em pagar esse endividamento. Mas, vivemos em Portugal - pequeno País - com um mercado/campeonato pequeno. Não nos podemos comparar às Ligas espanhola, inglesa ou italiano, que conseguem contratos "galácticos".


De Ruy Menezes a 9 de Março de 2010 às 12:25
Caro João Figueiredo:

No meu post anterior esqueci-me de dizer que acho o seu "endividamento brutal" algo exagerado, assim como: Que clubes europeus, até os chamados "Colossos", conseguem evitar, resistir, à saída de algumas das suas "estrelas"?

Um abraço


Ruy Menezes



De Águia de Prata-socio 11554 a 9 de Março de 2010 às 12:47
Caro amigo

Antes de tudo um parabéns ao Pedro Fonseca pelo excelente post, em cheio, e ainda não chegou a época das negociações para as transmissões televisivas. Quando ao seu comentário, João Figueiredo, percebo a sua preocupação, ams repare no seguinte : Ramires, Saviola, Javi Garcia (e agora o Airton). Que têm estes nomes em comum? Apostas para esta época que o nosso glorioso clube (grande trabalho do Rui Costa) fez e que acertou em cheio. Esse é que é o grande desafio para o próximo defeso, fazer um grande encaixe (60,70 milhões) com o Di Maria e David Luiz, e com parte do dinheiro comprar jogadores do quilate dos atrás referidos, sendo o restante para amortizar o passivo. Estou muito confiante quanto ao nosso futuro.


De Anónimo a 9 de Março de 2010 às 17:14
Confesso q a mim tb me preocupa, a venda de 2, 3 jogadores fulcrais, q possivelmente vão enfraquecer a equipa. O fe ce pê qd ganhou a Uefa manteve os jogadores e ganharam no ano seguinte a Liga dos Campeões. Sem dúvida q necessitamos ter uma excelente equipa para brilhar-mos na Liga dos Campeões, e já agora, conseguir-mos ser ressarcidos de uma fonte económica q nos fortaleça. O projecto desportivo n pode, não deve, ser abandonado em função de questões economicistas, até pq seria a nossa ruína , veja-se o caso do SCP a definhar. Qd muito o Benfica deve vender só 1 jogador e pela clausula máxima.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Confesso q a mim tb me preocupa, a venda de 2, 3 jogadores fulcrais, q possivelmente vão enfraquecer a equipa. O fe ce pê qd ganhou a Uefa manteve os jogadores e ganharam no ano seguinte a Liga dos Campeões. Sem dúvida q necessitamos ter uma excelente equipa para brilhar-mos na Liga dos Campeões, e já agora, conseguir-mos ser ressarcidos de uma fonte económica q nos fortaleça. O projecto desportivo n pode, não deve, ser abandonado em função de questões economicistas, até pq seria a nossa ruína , veja-se o caso do SCP a definhar. Qd muito o Benfica deve vender só 1 jogador e pela clausula máxima. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Cump.s</A> <BR>Carlos Figueiredo


De João Figueiredo a 10 de Março de 2010 às 10:55
Concordo plenamente. Essa é que vai ser a grande dificuldade da preparação da próxima época: encontrar esse equilíbrio, entre a parte economicista e a desportiva.


De OBSERVADOR ATENTO a 8 de Março de 2010 às 17:58
Caro Pedro,

Mais uma vez estou totalmente de acordo consigo. Sim, não tenhamos dúvidas, estamos perante uma mudança de ciclo, e não meramente ganhar um campeonato. É essa percepção, por parte da concorrência, que justifica o nervosismo para os lados de Cedofeita e do próprio clube do visconde. É isso que é patente nos vários programas televisivos de futebol, e pode ser o fim de carreira do grande timoneiro do APITO DOURADO. Sejamos claros: LFV lutou contra um sistema entranhado nas diversas instâncias do futebol e foi, na minha opinião, um gigante de vontade e com enorme visão. Até, por isso, os adeptos do Glorioso têm o dever de apoiar o presidente, dentro das possibilidades de cada um. A anunciada aliança fcp-sporting é mais um sinal que o Benfica está muito forte, assumindo cada um a sua estratégia anti-Benfica . Para mim a preocupação a curto prazo passa por encontrar uma pool " de treinadores da qual sairá em 2011 o substituto de JJ , que na minha opinião não fará 3ª época, por estratégia pessoal, que não por qualquer sentimento de desagrado. LFV merece todo o apoio, porque deixa os seus remunerados concorrentes a milhas em termos de competência.
Saudações benfiquistas


De Rui Pereira a 9 de Março de 2010 às 11:43
Muito bem!!!
Falou como um verdadeiro Benfiquista!
Eheheheh!!!


Comentar post

bloggers
António de Souza-Cardoso (perfil)
Bruno Carvalho (perfil)
Eduardo Sá (perfil)
José Esteves de Aguiar (perfil)
Miguel Álvares Ribeiro (perfil)
Paulo Ferreira (perfil)
Pedro Fonseca (perfil)
Raul Lopes (perfil)
visitantes em linha
posts recentes

Temos Benfica!

Venha o Porto!

As grandes noites europei...

Estamos outra vez de Volt...

Não podemos ficar a "boia...

mais comentados
429 comentários
295 comentários
280 comentários
253 comentários
últ. comentários
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
Quem é o melhor guarda-redes do Benfica depois de ...
MiguelAgradeço a participação, sempre oportuna e c...
Meu Amigo Está engana. fomos nós, sem apoio ou ace...
arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds